Translate

sábado, 19 de janeiro de 2019

Minha breve história no mundo dos investimentos


Nesse post vou explicar um pouco sobre os meus seis anos completos de investimentos.

Sempre tem gente nova chegando aqui no blog e muita gente me pergunta coisas de meu passado recente por ainda não terem lido meus posts antigos. Vou colocar também proventos, livros e o caminho que segui.

Eu trabalho basicamente desde os 16/17 anos e sempre fiz bicos durante a época da faculdade, mas era coisa de sobreviver e muito mal, então não dá pra contar. Comecei ganhar melhor apenas em 2009 após formado por um breve período de tempo, após concluir minha pós graduação e me mudar de cidade foi que comecei a trabalhar full time e começar a ter dinheiro sobrando (antes era só aluguel, supermercado e gasolina do popular 1.0 pelado (12k) que eu tinha na época).

No segundo semestre de 2013 comecei a investir na nossa bolsa de valores. A primeira ação que comprei foi Banco do Brasil analisando basicamente PL e dividendos (nível sardinha 1000). Naquela época eu li todos os livros do Bastter, vi muitos vídeos dele no canal do youtube e também li os clássicos O investidor Inteligente e os livros do Peter Lynch (todos os quatro).

Com essa base me senti bem preparado para estar no mercado e seguia lendo o forum e os balanços de minhas empresas. Foi uma época de muito aprendizado. Também comprei e paguei meu ap (290k) na época até o segundo semestre de 2014. A questão não é que eu ganhava muito, eu trabalhava muito, minha carga horária era tranquilamente 100h por semana. Eu já tinha um hondinha sedã que comprei em 2012 e estou com ele até hoje, firme e forte, ele custou 43k e foi pago sem financiamento e sem juros em 4 parcelas iguais para o dono diretamente.

Em 2014 segui lendo, estudando e trabalhando muito, aportando forte na bovespa, melhorando meu inglês e economizando. Cheguei a colocar 300k na bolsa esse ano. Em 2015, mesmo com a Dilma derretendo, junto com a economia do Brasil, continuei forte na bolsa e aportei o ano todo, meu patrimonio caiu 15% e eu estava tranquilo no BH (veja posts da época).

Em 2016, já bem mais maduro e com colchão de segurança maior, sem contas de carro, ap ou nada, continuei trabalhando forte, estudando e investindo, foi um repeteco de 2015, mas bem mais tranquilo. Foi um excelente ano na bolsa, muitos dividendos, ações alugadas e etc. Nesse ano comecei a operar no exterior e pesquisei muito ETFs, mercados mundiais, hedge funds, bancos, corretoras e etc. Optei pela dupla BB Americas + Interactive Brokers, investindo U$ 12k pra abrir essas duas contas. E assim segui aportando lá e aqui. Comecei a comprar fundos imobiliários e cheguei a ter quase 150k R$ nesses fundos. Os resultados foram bons,

No final do primeiro semestre de 2017, desinvesti 90% do que tinha na bolsa e comprei um imóvel, reformei e abri uma franquia. Ficou muito resto a pagar e entrei no financiamento. Foi um passo grande, muito arriscado, e que ainda estou pagando, mas que está começando a dar um lucro aceitável e eu espero que não tenha me estrepado nessa mudança tão brusca na minha vida financeira e de investidor.

Minha carteira nunca foi focada em dividendos, foi focada em crescimento, que não veio até a hora que saí. A bolsa andou quase de lado de 2013-2017 e fiquei um pouco frustrado com tanto dinheiro aplicado e muito pouco retorno de proventos ou valorização da carteira, isso me fez pensar em abrir meu negócio e tentar rentabilizar melhor o meu dinheiro adquirido tão trabalhosamente.

Veja o meu histórico de proventos nesse período, os gráfico são ganhos apenas da bovespa:















No investimentos, eu não acho que errei tanto, adquiri experiência. Anualizando em números, esses foram os retornos em proventos.

2014 - R$9.638,00
2015 - R$14.272,00
2016 - R$24.879,00
2017 - R$40.958,00
2018 - R$5.739 (bovespa) + R$84.000 (loja da franquia)
>>> Aqui o somatório de tudo que recebi em proventos do segundo semestre 2013 até Julho/2017 foi R$95.555,00 reais (apenas bovespa, ações e fiis).

Total de proventos e dividendos em cinco anos =  R$ 179.448,00

2019 - R$300.000,00 (expectativa otimista pelas minhas simulações), mas pode ficar entre 200 e 300 mil.

Pelas linhas acima vemos o frutos dos juros compostos, do trabalho, do estudo e da poupança.
O que eu ganhei de lucro na bolsa, pagou as minhas contas durante uns 3 anos. Então não posso reclamar da bolsa e nem dizer que é ruim. Quase tudo que ganhei de receita na minha vida está incorporado ao meu patrimônio financeiro, eu diria que mais que 95% do que ganhei está investido, por isso que consegui sair de R$9600 reais de proventos em 2014 para quase R$200-R$300 mil em 2019 assim espero, juros compostos + aporte, apenas isso amigos.

Você pode argumentar que o investimento na loja não é no mercado financeiro e sim uma empresa direta, isso é uma meia verdade, dinheiro é dinheiro e estou olhando apenas o financeiro aqui. Além do mais, depois de um ano de implantação e equipes treinadas, o negócio fica semi-remoto ou até remoto mesmo (caso eu precisasse me mudar de cidade pouca coisa iria mudar).

O meu patrimônio no mercado cresceu do zero até R$1,5 milhão, reinvestindo todos os proventos, em 60 meses. O que dá um aporte médio de R$25.000,00 mensais, e era isso mesmo, talvez até um pouco mais. O fato é que temos que viver. Gasto muito com passagem de avião para poder viajar de vez em quando, e se eu viajo, não trabalho e não ganho, então 15 dias viajando significa 15 dias de receita ZERO. Pra piorar vivo numa capital muito cara, no norte do Brasil, onde não se tem muita qualidade de vida comparando com o nordeste.

Me sinto muito feliz com minha estrada. Todos os livros indicados aqui no blog eu li. Eu li até mais. Mais de 50 eu acho, entre biografias, livros-texto, incontáveis horas de blogs americanos e brasileiros, (alô blogosfera!), fórum do Bastter, youtube e por aí vai.

Essa foi uma pequena biografia financeira dessa breve estrada.
Ainda tenho R$259.000,00 investidos no mercado financeiro somando Brasil + EUA.

A dívida bruta encontra-se em R$299 mil (até que enfim venci a barreira dos 300k), sendo que dessa dívida já faturei metade e estou aguardando receber o dinheiro.

Essa semana atualizei minha carteira de fiis e ações no BR. Em Maio ou Junho volto com meu primeiro aporte na bovespa após quase dois anos apenas de retiradas. Foi bom ter passado esse tempo fora da bolsa e aprender como é o mundo cão que vivemos e como é dificil vender, legalizar e trabalhar com gente, agora eu conheço os dois lados da moeda, sem contar a minha profissão que é matar um leão por dia, dirigir bastante e passar muito perrengue.

Uma outra expectativa minha é aportar mais de R$50k a partir de Julho/2019, se tudo der certo, ou seja o dobro da minha média histórica. Agora bem mais experiente e menos ansioso vou fazer aportes maiores e escolher ativos melhores. Isso veremos neste blog, no segundo semestre deste ano, se a Providência assim nos permitir.

Grande abraço amigos,
Frugal.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Morre John Bogle - Um colosso do mundo das Finanças


Hoje a musa Lana Del Rey tirou uma folga porque o post é sobre o John Bogle, ou também conhecido como Jack Bogle, magnata do mercado global de fundos de índices passivos e fundador da empresa Vanguard, titã do mercado americano e global de ETFs.

O que esse cara fez pra ser homenageado? Ele é importante?

Bem, o Jack também era um filantropo (antes de tudo) e vamos seguir em frente sem ele.

O legado de Jack foi ter criado a Vanguard e o conceito de investir em fundo de índice PASSIVO, em 1975 foi colocado o SP500 fundo mútuo no mercado pela Vanguard, Após vários estudos e pesquisas próprias, enfrentando poderosos, políticos, bancos, corretoras, casas de apostas e os #$%@#% o corajoso Jack abriu a Vanguard e colocou o ETF do SP500 pra vender lá.

John sempre defendeu a ÉTICA nos investimentos e no mercado financeiro. Ele falava que muitos dos gestores de fundos só queriam mesmo taxas e mais taxas e estavam se lixando para a vida das pessoas, por isso a necessidade de proteger o cidadão comum, via um instrumento seguro e barato para investir, o ETF de índice passivo.

Ora, um instrumento barato, eficiente, acessível, diversificado, gerador de valor, riqueza, diversificação, com tributação vantajosa para o povo e de compra e administração simples, é ou não é uma coisa incrível?



O ETF do SP500 hoje em dia parece uma coisa qualquer, mas na época do Bogle foi uma REVOLUÇÃO! OS tubarões e picaretas dos Fundos de Hedge até hoje tem calafrios quando escutam falar no John Bogle, ele é mais odiado do que tudo no mundo, pois abriu o difícil e complicado mundo da bolsa de valores para o cidadão comum entrar, pagar pouco e lucrar, poder ficar tranquilo, APROVEITAR SUA VIDA PARA TER TEMPO COM FAMÍLIA, LAZER, DESCANSO, ESTUDO, TRABALHO, LEITURA E VIAGENS ao invés de ficar estudando ações, se preocupando com empresas, acompanhando notícias e pagando taxas caras pra qualquer charlatão usar mal o seu dinheiro.

Fora a Vanguard e os ETFs de índices passivos, os quais se mostraram superiores a 95% dos fundos de Hedge do mercado americano (fundo de hedge no Brasil é conhecido como Multimercado), Bogle escreveu vários livros, muitos dos quais me influenciaram bastante. Aliás, você já leu algum livro de Bogle? Se ainda não leu eu indico fortemente. Esse livro abaixo eu li do início ao fim e é muito bom.




"The bogleheads" é simplesmente um forum gigantesco na internet dos seguidores do pensamento de Bogle. Lá eu aprendi a investir em ETFs sediados na Irlanda e falo com um modesto prazer que eu fui um dos primeiros blogueiros do Brasil a trazer esse conceito aqui pra blogosfera, ainda no ano de 2015 conforme meus posts.

John Bogle criou uma indústria, simplesmente, a maior do planeta, a indústria dos ETFs e de fundos passivos. Merece muito bem estar no mesmo panteão que John D. Rockfeller, Andrie Carnegie, J.P. Morgan, Henry Ford e tantos outros magnatas que mudaram a história mundial devido aos seus feitos gigantescos e heróicos, frutos de muito trabalho, persistência, sangue, suor, dedicação e lágrimas.

E não se engane, um fundo passivo como o IVVB11, o PIBB11 ou o SWDA podem fazer por você muito mais do que milhões de horas inúteis desperdiçadas estudando investimentos.

Quer viver feliz e tranquilo com sua vida financeira no Brasil?
IVVB11, PIBB11, TD IPCA pricipal pro mais longe que puder e reserva de emergência. Quer algo mais simples do que isso? TRÊS ATIVOS e uma carteira quase que eterna. Se colocasse um ETF de Fundos Imobiliários estaria muito tranquilo aí com quatro ativos somente.

Quer resolver sua vida financeira a nível global? SWDA.
Isso mesmo. Só isso, um único ativo. Idéia de quem? Sim, do John Bogle.

Outra alternativa é SWDA, + um ETF de bonds globais + um ETF de REITS e se quiser enfeitar e colocar uns comodities pra diminuir a volatilidade do portfolio, adicione um ETF de petroleo e outro de ouro, pronto, eis a carteira eterna.

A definição de Jack para ETFs de fundos passivos é simples e sofisticada ao máximo:

SIGA O MERCADO. DIVERSIFIQUE, MANTENHA TUDO SIMPLES, SIGA O SEU PLANO E CONTROLE SEUS CUSTOS (custos do investimento), leia-se taxa de administração cobrada por quem gerencia seus fundos.

E isso a Vanguard faz com louvor, afinal de contas você compra um VTI com taxa anual de 0,1%. É muito pouca taxa pra um produto de tanto valor.

A genialidade de Bogle consiste em simplificar os investimentos, liberar TEMPO LIVRE pra você (afinal vida é tempo, sua vida é medida em anos), cobrar pouco pra administrar os ETFs e democratizar o mercado de ações para um nível global. Mais uma vez, a simplicidade aqui foi o último grau de sofisticação que se poderia alcançar.

O intuito desse post é acordar você para ler os livros do Bogle, visitar o fórum do Bogleheads e poder conhecer um pouco mais sobre ele. Existem centenas de matérias, entrevistas e vídeos dele na internet. Conheça-o um pouco e você vai se surpreender. O velhinho era uma boa pessoa e passa uma tranquilidade enorme, bem ao estilo do Buffet.

*Hoje a Vanguard é a maior administradora de valores mobiliários do mundo e tem sob sua tutela mais de quatro trilhões de dólares em ativos sob gestão.

Grande abraço amigos,
Frugal.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Planilhas para investimento no Google Sheets - Excelente novidade!


Olá amigos, muitas novidades por aqui, vamos lá!

Pelo fato de ser um idiota que nunca soube mexer no excel, talvez eu não tenha tido uma visão muito clara dos meus investimentos, quem sabe se eu tivesse não teria nunca saído da bolsa e estaria voando em céu de brigadeiro. Me dei muito mal de ter me desfeito de 90% da minha carteira, pois além de quase 50k que paguei no imposto de renda, tudo subiu como um foguete (eu saí com o ibovespa a 76k mais ou menos, mas também cheguei a comprar em 36k, eu sou holder pra caramba).

Eu controlava muito bem o meu portfólio dentro do Google Portfólio, dentro do Google Finance, juntamente com o Bastter System e só. Depois que que o portfolio do Google foi desativado, o Finance ficou uma bela porcaria (obrigado Google, SQN) e me perdi mais um pouco.

Por falta de tempo ou de atenção eu comecei a me perder no Bastter System, sem cadastrar direito as notas e as vendas, os desdobramentos na época não eram automáticos e por aí vai, a coisa ficou solta e fiquei boiando em algumas ações. Pra resolver isso só tem um jeito, zerar tudo e depois RECADASTRAR TUDO, vendo nota por nota de corretagem (felizmente na RICO tem como ver isso) e também pelos meus IR declarados. Ia dar um trabalho doido. Eu fiz umas manobras meia boca no Bastter System e acabei ajeitando tudo, com o auxílio da minha posição atual no CEI do site da BOVESPA (sim, eu tive que mudar minha senha pra logar porque eu nunca sei mesmo e aquela senha sempre vai ser difícil).

Devido abrir a loja, eu tive que aprender a mexer no Google Planilhas porque eu que faço o meu financeiro, além de ser o marketeiro, office boy, comercial, motorista, encarregado de compras e almoxarife. Na verdade pra saber o básico do Excel eu sempre soube, apenas nunca havia me disposto e procrastinava.

Mas vamos lá - Esta noite eu sincronizei:

-O CEI da bovespa
-O Bastter System
-A Rico
-A Interactive Brokers
-DUAS NOVAS PLANILHAS NO GOOGLE SHEETS (bastam apenas essas e mais nada)

A última linha é que é a novidade boa.

O blogueiro Investidor Inglês seguiu a dica e fez um post. Baixei a Planilha do Além da Poupança blogueiro (sistema de cotas) que eu sempre quis ter e fazer, coloquei ela no Google Sheets e editei até ficar preenchida com meus dados. Por causa de um comentário no blog do Inglês, fui ao blog do Surfista Calhorda e peguei uma planilha que ele indicou:

https://sites.google.com/view/dlombelloplanilhas

Esse cara chama Douglas e fez umas planilhas muito boas e ainda colocou vídeo no youtube explicando todas as abas e como editar, e CARAMBA! Que fantástico! Agora eu tenho a planilha do adp para cotizar os meus investimentos e a do Douglas que é excelente! Agora já estou me sentindo melhor com o acompanhamento dos meus investimentos e mais tranquilo, além de poder colocar muitos dados de qualidade aqui no blog futuramente.

Agora vem a surpresa boa: Eu tenho mais dinheiro do que imaginava! Isso mesmo!
O fato é que teve alguém que me alugou mais de 3000 ações da Eztec quando elas estavam em 16 reais. O cara ainda não devolveu e ela está em 24 reais, ou seja, R$24.000,00 reais a mais. Eu achava que as tinha vendido pois a posição diminuiu mas na verdade elas estavam alugadas. Excelente! É como achar uma nota de 100 reais no bolso da calça.

A situação no geral está melhor do que eu imaginava, e agora vou falar aqui um pouco mais sobre ela:

Ações Bovespa: R$98.834,00
Debêntures CEMIG: R$ 97.761,00
Interactive Brokers: R$63.352,00 (pelo valor do dólar de hoje)

Soma total dos ativos financeiros: R$259.947,00

Agora que aprendi e atualizei tudo, além de ver que não estava tão quebrado assim, basta esperar o tempo passar, pagar a dívida e voltar pro mercado.

Grande abraço,
Frugal.

Dívida total = R$329k

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Metas para 2019.


Pessoal postando sobre metas para 2019 e resolvi postar também.
Vai ser legal voltar aqui ano que vem e reler o que quis e o que consegui.

Minhas metas para 2019:

-Ir na academia fazer musculação pelo menos 10x/mês.
-Perder 12k (um kilo por mês), atualmente estou com 78.
-Comer e dormir melhor.
-Ler mais livros e ebooks.
-Escutar mais podcasts em inglês.
-Escutar mais audiobooks.
-Melhorar o meu inglês.
-Casar e viajar na lua de mel pelo menos uns 20 dias (não haverá festa, nem jantar).
-Perder menos tempo em redes sociais.
-Não me envolver em discussões inúteis sobre política/políticos.
-Entrar 2020 com renda passiva de 25k/mês somando loja + ativos financeiros.
-Pagar o imóvel da loja até Julho/19.
-Investir pelo menos 500k da renda do meu trabalho no mercado financeiro.
-Lucrar 300k da loja em 2019.
-Fechar Dezembro/2019 com pelo menos 600k investidos no mercado financeiro.
-Fechar 2019 sem absolutamente nenhuma dívida.

E a de vocês? Bora postar pessoal!
Abraços!

Frugal.