Translate

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Ter um negócio próprio não é ter tempo livre nem ser dono de si



A musa do blog veio dizer que faltam apenas quatro meses para acabar o ano.
Olá pessoal, hoje é um dia mais calmo na minha vida e dormi melhor ultimamente. Essa sensação de descanso é muito boa, e menos preocupação mental com a loja e com as dívidas. A loja no azul já facilita muito, agora é melhorar a rentabilidade e ir pagando as contas.

Primeiramente, quando você se compromete com uma coisa, perde outras oportunidades. Recebi hoje uma proposta de trabalho NO LITORAL, para ganhar a mesma coisa que eu ganho aqui. Foi bom e ruim, ou péssimo. Eu sou nascido e criado no litoral, jogando bola e surfando na praia, é difícil morar no interior do Brasil. Quando cheguei aqui até imaginei que iria ganhar melhor, mas na verdade só ganho bem porque trabalho um número horrível de horas. Se não fosse essa loja eu meteria o pé amanhã mesmo.

Segundo, ter um negócio não é ser dono do próprio tempo (isso é uma balela que contam por aí). Ter um negócio é mais um compromisso na sua vida, que dependendo do porte, lhe compromete e muito, com ligações, emails, lives, skype, funcionários, reuniões, resolver brigas, RH, psicologia com os problemas alheios, mercado extra, compras diversas, tratar com vários fornecedores de serviços, centenas de clientes e seus caprichos, anseios, calotes, ameças e mentiras, nossas relações familiares e o impacto disso na nossa vida.

Perdi 90% da minha liquidez no imóvel + negócio e ainda restou uma dívida a pagar, mais a impossibilidade relativa de me mudar, com o plus da situação profissional da minha noiva ainda não estar resolvida, enfim, incertezas múltiplas, riscos múltiplos e benefícios imprevisíveis nesse país de contrastes na nossa vida de contrastes.

Estou até feliz com o rumo que as coisas estão tomando, mas não dá pra fazer muita coisa quando se deve e se tem um negócio bem no início ainda. Não pensem que empreendendo e montando algo vocês vão ser mais livres ou "vão se livrar do patrão". Muito pelo contrário, o cliente é que é o patrão, e é necessário agradar a todos, ainda mais nesses tempos de redes sociais, bad reviews e grupos de whatsapp. 

Entendam que a força de um negócio é igual à soma da fidelização e boa impressão que se faz nos clientes, para que eles retornem e comprem seus produtos de forma recorrente, por exemplo, tem uma loja de açaí aqui que eu gosto, já fui lá umas 300x em 5 anos, multiplique uns 400 clientes iguais a mim e você já vai ter uma boa receita recorrente, é assim que funciona a alma de alguns negócios como o meu, por isso providencio agrados extras como comidinhas, balas, cafés, biscoitos e por aí vai (mas a loja não é de alimentação).

Essa coisa de empreender, ter o tempo livre, ser dono do seu próprio horário e nariz é pura ficção. Você pensa no seu negócio quase que 24h por dia, ele depende de suas ações, é como uma criança recém-nascida, se você não se preocupar muito com ele, vai dar errado e você vai ter um prejuízo grande. Então não fantasiem, se forem montar algo pra valer, saibam que vão estar entrando num TRABALHO, não é promoção e nem liquidação, nem a "oportunidade" de se livrar do patrão ou do serviço público, é dureza, pode ter prejuízo e pode ser bem menos lucrativo do que ser empregado de alguém, e tem contas pra pagar todo mês, muitas, e vão custar muito mais do que as da sua casa, fora o aluguel, então pensem bem antes de cometer essa loucura. A bolsa é muito boa nesse aspecto, você fica em paz e ninguém lhe amola, e prejuízos são raros.

Ainda vou avaliar melhor a proposta do litoral, que apesar de não ser na minha cidade natal, é no litoral e é perto (no nordeste a maioria das capitais são perto, exceto Salvador e Teresina, o resto dá pra ir de carro entre uma e outra. A qualidade de vida vai ser bem maior.

Abraços,
Frugal.

domingo, 12 de agosto de 2018

Como se sentir bem e como se sentir mal com sua vida


Um dia desses eu vi uma frase dizendo assim:

" Lembre dos dias em que você quis tudo o que você tem agora ".

Achei bastante legal, e apesar de simples é profunda.
Não gosto de frases soltas por aí e nem de auto ajuda superficial, mas é preciso dar o braço a torcer para algumas coisas e fazer uma viagem para dentro de si mesmo em alguns dias.

Nos dias que me sinto mal pela minha condição atual começa mais ou menos assim:

"Era pra ter feito isso, não era pra eu ter comprado aquilo, era pra eu estar morando em tal lugar, não era pra eu ter me metido com isso, eu poderia estar em outro relacionamento pessoal, ou solteiro, ou casado com outra pessoa, era pra eu ter comprado pelo menos uns R$10 mil de bitcoin "...

E assim você vai se remoendo numa espiral infinita de coisas que poderia ter feito e não fez para poder estar em outro lugar e em outra situação, e fica-se triste. Se esse tipo de regressão e sentimento não for controlado você vai passar semanas triste.

Se eu quero me sentir bem, penso assim: " Bem, eu tenho saúde, um emprego, um ap, um carro com um som bom e ar condicionado, minha família está bem de saúde, não estão passando por necessidade financeira, minha namorada é bonita e legal e nos damos muito bem, além disso ganho muito bem e tenho saúde pra trabalhar e manter o meu ritmo forte por pelo menos uns 5 anos e estarei melhor ainda!" Pronto, já fico bem!

Vocês já se pegaram pensando nisso?

Pensem em coisas ruins, atitudes e ações que não tomaram num passado remoto ou próximo e que por isso vocês não estão melhores do que hoje, e comecem instantaneamente a sentir-se mal. De outra forma pensem em todas as coisas positivas da sua vida e foquem nisso, e fiquem bem. É simples assim.

O que importa aqui é sobre qual tipo de pensamento você vai deixar-se levar, claro que é inevitável não ficar remoendo certas coisas, mas é evitável manter isso na sua cabeça, é aquela velha frase :

"Você não pode impedir um passarinho de pousar na sua cabeça, mas pode impedir que ele faça um ninho nela"

Pra muitas coisas na vida o que resolve é o tempo, para outras você mesmo resolve, outra se resolvem por si só de um jeito ou de outro, outras mais o tempo apaga ou leva, ou se tornam irrelevantes, tipo aquele seu grande amor da adolescência que tinha que ser ele e somente ele, para sempre! (adolescente é dramático mesmo).

Eu só sei que não adianta ficar se entristecendo com as coisas pra ficar mal. Se você pensar nisso e puder controlar pra onde o seu pensamento vai, a sua mente vai atrás e você vai melhorar. Você pode pensar em tudo de bom que já aconteceu na sua vida, em como sua vida melhorou nos últimos 10 anos, claro que com seus altos e baixos, mas melhorou, pra muita gente melhorou e muito provavelmente pra você também, então se alegre. A vida é feita mesmo de altos e baixos, mas de uma forma geral ela vai sempre subindo, porque você vai ficando mais maduro e experiente e aprende a lidar com muito mais coisas, e coisas cada vez mais complexas, seja no âmbito pessoal ou profissional.

Os grandes problemas que se lhe apresentam hoje, há 10 anos atrás seriam completamente impossíveis de resolver, mas hoje você resolve. Com alguma pesquisa, ligações, contatos, estudo, dinheiro e um pouco de coragem você consegue resolver muita coisa, mais do que imagina e por isso sua vida já está mais fácil, mesmo que você não saiba.

Se você está triste ou numa época ruim, foque nas coisas boas e no que você já tem na mão. Se você está se sentindo bem com o rumo que sua vida tomou ou está tomando é porque provavelmente está com bastante foco nas coisas boas, o que é bom, continue assim.

Você ainda tem praticamente quatro meses de 2018 para melhorar, fazer e focar nas coisas certas.

Abraço a todos,

Frugal.

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Investir é um hábito


Aqui estou falando diretamente com muitos investidores, eu sei que vocês tem o bom hábito de investir em alguma coisa, não importa o que seja.
O que a gente tem que deixar claro é que investir não é um capricho, uma necessidade, um comportamento, uma decisão, uma opção ou um passatempo.
Investir (no bom sentido da palavra) é apenas um hábito (e que bom que é isso).

Se você enxergar investimento como um fardo, um trabalho, uma tarefa entediante, um mal necessário ou qualquer outra coisa com conotação negativa, mude a sua forma de ver.
Investir não é um problema, é uma solução para os seus problemas, presentes e futuros, seus e da sua família.

Por quê é muito vantajoso começar a investir desde já?

Por que pra investir você tem que se melhorar como pessoa. Tem que melhorar na sua área, tem que estudar, ler, se educar, buscar muito conhecimento no seu emprego, tentar melhorar sempre em todos os aspectos para poder ganhar mais, trabalhar menos e ter mais dinheiro para investir.

Isso é mais uma vantagem de investir, você tem que se automelhorar o tempo todo e tem que ser alguém cada dia melhor, pessoalmente e profissionalmente, sabendo que isso vai lhe dar mais dinheiro de uma forma ou de outra.

Outra coisa, pra investir você precisa ter decisões sábias de consumo no presente, e vai ter que regrar sua vida e ser comedido.

Eu poderia andar num carro de 200k? Sim, mas eu prefiro andar num carro de 30k e ter 170k investidos em algo.

Eu poderia ter um guarda roupa inteiro com um custo de roupas, cuecas, ternos e sapatos valendo 40k no total? Poderia, mas acho que se juntar tudo isso aí meu não dá nem 6k somando tudo que comprei nos últimos 5 anos.

Eu poderia ter uma TV, um home theater, uns modulados legais e uma cozinha bonita? Sim, mas preferi gastar muito pouco e investir o dinheiro.

Eu poderia morar num AP do triplo do preço e da metragem do meu? Sim, mas escolhi um de 69m2.

E por aí vai. São pequenas decisões, no dia a dia, feitas ao longo dos anos que vão moldar a sua vida e pra onde ela vai.

Eu diria que nos próximos 15 meses eu estarrei em mais ou menos 60% do objetivo do meu patrimônio de vida (coloque aí 10% de aumento por ano) e em mais 04 anos eu chegarei onde sempre quis chegar.

Pessoas que trabalham comigo estão muito longe disso, na verdade estão no negativo ou fazendo péssimos negócios.

Eu sou muito grato a tudo que vivi, li e estudei sobre esse tema, porque isso de fato está ajudando na minha vida.

Foram centenas de horas no fórum do Bastter lendo, quase uns 50-60 livros sobre Finanças, milhares de posts e artigos sobre o tema, várias biografias lidas, documentários assistidos, tudo mais ou menos no mesmo tema: Finanças, Economia, Ações e etc.

O que venho fazendo aqui nos últimos cinco anos tem me enriquecido bastante e me dado muita tranquilidade.

Se você é uma pessoa com uma família que não te ensinou muita coisa acadêmica (ou pq não pôde ou não sabia mesmo), você tem que correr atrás do conhecimento e se deixar guiar pelos mestres, até o meu inglês melhorou por causa disso, comecei a ler muitos livros em inglês pois não havia tradução para o português, e também vários blogs e fóruns no exterior.

É muita presunção achar que sabe muita coisa, eu sei, mas por outro lado existem aspectos gerais que dificilmente irão mudar, e é importante saber a coisa certa, o quadro todo.

Os pormenores a gente vai se adaptando e mudando conforme as fases da vida, os ganhos auferidos, os retornos recebidos e o estilo de vida.

Já cheguei a muitas conclusões interessantes, que passam desde o investimento no exterior até coisas avançadas da parte tributária, e acho que essa foi minha melhor contribuição na blogosfera até agora, descobrir um caminho que eu nunca tinha visto alguém trilhar, foi uma fase muito empolgante e interessante.

Hoje em dia saber que posso retirar o dinheiro daqui via BB > BB AMERICAS > Interactive Brokers e depois disso comprar excelentes ETFs na Irlanda a um custo irrisório me deixa muito tranquilo, juntamente com a estratégia de seguir ETFs de índices passivos lá fora.

Aqui dentro do Brasil é aquela coisa, comprar ações, fundo imobiliário e renda fixa e ficar de olho em cada um, pelo menos uma vez por semestre dedicar uns 10min pra estudar cada ativo (parece pouco mas não é - eu cheguei a ter 50 ativos individuais no Brasil).

Só tenha em mente que não é o ativo A ou B que vai te deixar rico, não existe a bala de prata, tenha uma alocação sensata, sem concentrar muito numa classe ou ativo só (pega aí umas 15 ações no Brasil, uns 15 fundos imobiliários, uns 3 títulos do tesouro direto de classes e vencimentos diferentes, uma reserva de emergência na poupança, e um CDB ou renda fixa de liquidez diárias pra complementar) e também tente comprar dólar ou investir no exterior (dependendo do seu capital).

O que vai te deixar rico e tranquilo é manter seus custos baixos, e o seu hábito de guardar parte do seu ganho mensal e investir, investir e reinvestir, isso por muitos anos, muitos, tipo a vida toda, investir é uma conta que você deve ter mentalmente, igual a pagar supermercado, água, luz, celular e transporte.

Todo mês você deve ser comedido no seu consumo e investir, não importa que seja 50, 100, 300 ou 3000 reais, o que importa é manter o hábito e trazer isso pra dentro de você, que você precisa mesmo investir, pelo bem de sua vida e do futuro da sua família. Um mês sem investir é um mês perdido e pode lhe custar muito caro lá na frente. Desenvolva e alimente o hábito de investir, você vai ganhar muito mais do que imagina, e o maior ganho sempre será a sua paz.

E por falar em paz, esse mês dei um belo aporte na dívida (até que enfim essa época chegou), paguei um boleto extra de 30k e o alívio aumentou, fora esses 30k ainda será descontada normalmente a prestação de 8k e também tem o fato da loja já estar dando lucro há 3 meses pelo menos, então vou pegar pelo menos uns 6k mensais de lá para ajudar a pagar o imóvel (já está cobrindo com muita folga os juros do financiamento - e essa era minha intenção com a coisa toda, mas demorou 6 meses para chegar neste ponto).

Outra parte boa era que a minha dívida tinha 3 grupos para serem pagos e já liquidei um, agora só devo pra duas coisas: A CEF e a franqueadora, esta última termino de pagar em Março/2019 e a CEF ainda não sei, talvez Julho ou Agosto/2019 se tudo correr bem.

Dívida bruta: 602k

Abraços a todos,
Frugal.

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Fechamento Julho/2018 +R$16,8k

Olá amigos!

É com muita alegria que fiz as contas hoje e conferi duas vezes se era isso mesmo. Fechei o mês passado com Fluxo de Caixa positivo em +R$16800,00. UFA!

Vocês sabem um pouco da agonia que passei nos últimos seis meses,depois de correr grandes riscos, vender 90% das minhas ações, pagar imposto de renda, financiar, comprar e reformar imóvel, treinar equipes, contratar, demitir, contratar, fazer marketing físico, digital, corpo a corpo, me virar em três, suar, dirigir por horas, levar muito sol na cabeça, ter muita dor de cabeça com obra, pintura, goteira, prestadores de serviço, internet, marceneiro, aparelhos de ar condicionado e ter que comprar muito equipamento novo (respira um pouquinho) finalmente estou conseguindo dizer que a coisa toda está se pagando.

Tive ainda muitos gastos não recorrentes como gráfica, patrocínio de eventos e facebook ads que me deu uma facada maior do que eu havia previsto (somando isso aí tudo deu 3k) o resultado final da operação do mês de Julho foi o citado no título do artigo.

Hoje já comecei a pagar a folha e paguei os impostos (pago eles adiantado) FGTS, INSS, SIMPLES e IR. Paguei primeiro aos funcionários que ganham menos como limpeza e recepção e na medida que vou fazendo as contas e pagando outras coisas como royalties e demais boletos como água, luz, segurança e internet vou pagando os funcionários mais caros no final, pois se faltar dinheiro da conta da PJ pra pagar eles vou ter que tirar dinheiro da minha conta PF pra pagá-los. Felizmente já fazem uns três meses que isso não acontece.

Estou querendo ampliar a minha área de vendas e coloquei três pessoas pra treinar de uma vez só. Estou torcendo por eles, que gostem e queiram ficar, além de que precisam produzir para se pagar pois os três somando vão dar uma despesa de quase 6k na folha. Esse negócio de ter que treinar gente precisa de tempo e paciência para quem nunca exerceu a função, mas é bem legal quando a pessoa aprende e consegue se virar sozinha,e caminha com os próprios passos. A gente tem que ter paciência com funcionário iniciante e principalmente se a pessoa ganha pouco, eu já estivesse daquele lado, se o cara fosse fodão ele era diretor de alguma coisa, mas se o cara tá se propondo a ser um vendedor, eu sei que ele vai ter que aprender a vender e evoluir com isso, então a palavra principal é essa mesma paciência, além da compreensão do lugar e estágio de vida/renda que aquela pessoa se encontra.

Dei um bom aporte no financiamento do imóvel no mês passado (por falar nisso o blogueiro VALORES REAIS fez um post no blog dele e me citou aqui - é um ótimo blog de finanças gerais para toda a população, se você não conhece passa lá está aqui nos links do lado direito - caso use o celular clique em versão web que você vai ver) e fiquei bem mais aliviado com a pressão que a quantia financiada estava exercendo sobre mim. Tomara em Agosto poder dar um outro aporte grande para aliviar os juros e o montante que são coisa de outro mundo.

Sobre a dieta Slow Carb que o Tim Ferris propõe no livro dele "4h para o corpo" eu comecei a seguí-la e estou perdendo em média 200g por dia, apesar de ter tapeado a dieta vez ou outra. Acho que vou comprar um probiótico pra ajudar a recompor a microbiota intestinal e ver se dou um up na perda de peso (vai ser uma experiência mesmo) e vou poder checar se minha perda vai ser maior que 200g por dia adicionando o probiotico.

Vou confessar aqui pra vocês que há uns 3 meses atrás eu andava bem chateado com o negócio, não dava dinheiro algum, o FC estava negativo num absurdo, todo mundo só brigava, e todo dia era notícia ruim o tempo todo, quando meu celular tocava eu já ficava estressado só de ver, e as contas estavam vindo em cachoeira, eu pensava ´no que que eu fui me meter´ e ´pra que que eu fui me meter nisso´  e coisas do tipo, e além disso via a bolsa subindo e os dividendos sendo pagos por diversas empresas, olha é muito difícil, fiquei com muita saudade da paz de estar na bolsa, é isso mesmo que você leu, paz.  Se você está na bolsa e não está em paz acho que você tem que revisar sua estratégia de investimento e alocação, por que eu sempre fui ladeira acima, tanto de patrimônio, conhecimento, renda passiva, estudos e animação com o mercado. Nas bolsas não tem muito segredo, é uma coisa mais ou menos caótica mas numa direção só.

Eu estava tão chateado e decepcionado com mim mesmo que nem mesmo queria abrir a tabela do Excel para atualizar os dados, só abri hoje e preenchi Junho e Julho, que foram dois meses bons. Realmente eu estava fugindo daquela tabela de excel, mas tem coisas que a gente tem que dar tempo ao tempo, ter paciência, trabalhar e esperar pelo melhor. Eu não estava fazendo nada errado (nada obviamente idiota), tinha escolhido um bom ponto, num bairro bom, numa franquia que tem mais de 200 no país e aqui nunca teve, então onde eu estaria errando?

Como seria possível só eu dar errado? (claro que outras lojas franqueadas já fecharam por aí, mas mesmo assim ainda tem mais de 200 em pé) e o que os outros franqueados tinham ou fizeram que eu não estava fazendo? Eram perguntas que vinham na minha cabeça o dia todo. Obviamente o imóvel foi caro pra caramba e o baque foi grande, além da reforma demorada e bem mais cara que o planejado, mas pelo menos eu não vou pagar aluguel e nem sofrer ameaça de despejo ou reajustes abusivos do aluguel.

Olha que loucura tudo isso viu, eu não sei onde eu estava realmente com a cabeça. Tudo foi feito e aconteceu sem nem que eu tivesse organizado tudo mentalmente e tivesse pesado os prós e os contras, tivesse feito uma análise muito mais minunciosa e coisas do tipo, colocasse algumas simulações em algumas planilhas.

Foi tudo muito intuitivo, acelerado e atrabalhoado, e o pior é que ninguém me pressionou pra nada, tudo foi eu que quis, busquei e fui atrás - é como se baixasse o espírito empreendedor em mim de maneira súbita e incontrolável, do tipo eu quero e vou fazer e pronto, vai ser isso que eu vou fazer. Eu só tinha a absoluta convicção de que iria dar certo e pronto, muito simples, apenas uma convicção intensa. Se estou aqui escrevendo e buscando respostas que nem consigo evocar no momento em que vivo, daqui a cinco anos é que não vou saber mesmo, nem relendo este singelo blog. Eu nunca vou saber.

Mês que vem, muito provavelmente vou reverter totalmente o FC TOTAL e sair definitivamente do vermelho, vou até colocar um print da planilha aqui para vocês sentirem o drama. Esse FC começou negativo em 16 mil e chegou a ficar 65 mil no negativo, agora está em 5 mil no negativo e pronto. A partir do mês que vem (Setembro) é que vou começar a ficar no azul do FC total e a recuperar o investimento em equipamentos, mobília, pequeno estoque de insumos e taxa de franquia propriamente dita - esse valor ficou em aproximadamente 500k aproximadamente.

Conforme eu disse, a prioriodade é o pagamento da dívida do financiamento do imóvel com esse dinheiro e com o do restante da minha profissão, quem sabe, com muita sorte em mais 12 meses eu consiga quitar tudo e ficar novamente livre de dívidas na minha vida.

Dívida bruta: 642,2k

Abraço a todos,
Frugal.