Nova estratégia de investimentos para 2022

 


Olá amigos, Feliz Ano Novo!

Finalmente estou descansado e com a cabeça em paz para fazer um post. A viagem ao litoral do nordeste, como sempre, me fez bem.

Vamos falar de investimentos aqui, nada de trabalho, loja, imóveis ou etc.

Vamos fazer um pequeno review sobre minha trajetória como investidor:

Até 2013 eu só tinha um Fiat Palio 2001 pelado que comprei por 13k, um macbook pro, um Xbox e um celular motorola qualquer e apenas sobrevivia no mês a mês pagando conta e gastando o pouco que ficava com viagens e farras.

Em 2013 abri minha conta na corretora Rico, devido ao bônus que a Bastter dava (virei Bastter Blue ali). Estudei muito sobre ações e comprei e li muitos livros sobre isso, além de intermináveis horas de vídeos e fóruns sobre investir. Bases feitas. Comprei meu ap e paguei até quase o fim de 2014 (308k) além de gastar um pouco com mobília e eletros (uns 20-30k não sei).

Comecei aportando pesado na bolsa brasileira. Não tinha conta em corretora estrangeira, bitcoin praticamente não existia e nem mesmo um ETF do SP500 a gente tinha na nossa bolsa. Eram tempos difíceis e de poucas opções. Comprei um carro sedã usado por 42k e vendi o Palio por 8500 reais. Me senti adulto e de carrão, ap próprio, a vida se encaminhando, algumas ações na bolsa.

Mercado andou de lado de 2013-2016, crise grande em 2015, muita perda, inexperiência, Dilma, PT, etc etc etc... Me mudei para os EUA em 2015, fiquei lá 5 meses, a intenção subconsciente era não voltar, mas devido ao meu namoro, voltei, pois é.

2016 e 2017 continuei aportando na bolsa brasileira, e tb lá fora, abri conta na Interactive Brokers, nessa altura eu já tinha conta no Chase e no BB Americas, fiz muitas remessas de dólar barato lá para fora. Li muito sobre Bogle, gostei e senti que encaixava muito com a minha vida.

Não aguentei, não tive paciência e persistência, vendi tudo de ações aqui com pequeno lucro, comprei um imóvel caro, e abri uma franquia nele, reformas e expansão etc etc etc (isso hoje é 1/3 do meu patrimônio total). Também pagava um pequeno ap na minha cidade natal no nordeste desde 2012 que iria ser entregue em 2016 mas demorou uns 3 anos a mais (risco de comprar ap na planta, já sabem). O ap foi entregue, não durei nem 6 meses com ele e dei de entrada num terreno enorme, numa região na mancha urbana que tende muito a se valorizar (o terreno é de 7000m2) dá pra fazer umas duas ou três torres de prédios nele, ou algo comercial grande como uma escola, supermercado, galpão, mall, não sei... Enfim fui me atolando de imóveis, comprei uma casa aqui no norte, num leilão, ela está alugada rendendo 3k líquidos por mês.

Agora me vejo com grandes e caros imóveis, incluindo o futuro ap que vou morar na minha cidade, que foi comprado na planta (de novo - não estou com pressa para voltar, ok, mais cinco anos de sofrimento no norte serão bons para a alma). O terreno ainda faltam umas 12 prestações para acabar, e quando ele acabar, não vou mais ter prestação de imóvel e nem pretendo comprar nada novo. Continuando, vocês perceberam que eu realmente ainda não voltei de vez pra bolsa aqui ou lá fora, MAS está tudo estudado, montado e encaminhado e vou seguir o plano esse ano. 

A carteira aqui já está com uns 200k reais já investidos em 30 empresas, de um total de 66 empresas da carteira. Tenho 55 fiis para comprar, uns 10 ETFs lá fora e mais uma carteira de stocks de umas 25. Acreditem isso é perfeitamente administrável para mim e não me toma tempo algum, lembrem que estou no mercado desde 2013. São quase 10 anos, e sim, também vou ter uma carteira cripto, tenho conta na Kraken desde 2017 e desde o ano passado que faço remessas e compras lá.

Dei sorte pq bolsa e fiis aqui estão baratos, além do Tesouro Direto estar com taxas bem interessantes e vou comprar tb títulos por lá, vou postando aqui.

Tenho 320k emprestados para um familiar que vão me ser pagos não sei quando, mas serão, estou tranquilo quanto a isso. Entrarão nesse bolo.

Mas Frugal, como é essa sua estratégia? Você disse no título do post que ela é nova.
E é!

Antes eu fazia grandes aportes num papel, tipo 10k, 15k, 20k, num único papel, num mês. Carteira ficava concentrada e muito enviesada, com muito risco e assim apanhei mt. 

Seguindo a filosofia de Bogle criei meu próprio ETF quase equal weight aqui no BR, para receber os dividendos. Não acho que vale a pena comprar ETF no BR, exceto talvez o de small caps SMAC11. A B3 tem mais de 400 empresas e peguei 66 para o meu próprio índice de empresas boas. Dessa mesma filosofia serão os ETFs lá fora, a divisão de vários fiis como também um ETF de qualidade, desmembrado dos melhores de papel e tijolo que achei estudando bastante.

Se vocês observarem bem, tem mais de 150 ativos aí, sendo mais de 110 apenas no Brasil, mas pra mim não tem problema. Eu já conheço bem a maioria das empresas que peguei, e as lá de fora dispensam comentários, a pequena carteira de stocks lá fora é mais por convicção e por achar que posso ter um bom porto seguro comprando o que realmente é muito bom.

Quando comecei a investir em 2013, tudo tinha taxa de corretagem, na XP eram incríveis 20 reais, na rico eram 8, eu ficava me amarrando pra não pagar isso (idiotice) e acabava fazendo aporte grande mesmo, mas agora como não existe mais taxas de corretagem para fiis e ações e nem mesmo taxa de custódia para o TD vou pulverizar os aportes para rapidamente completar a minha carteira. Pretendo completar ela até no máximo Junho ou Julho, nem que seja aportando mil reais em cada ativo por mês, pois sei que depois que ela estiver completa vai andar muito bem. E como eu sei disso? Não sei bem ao certo, é apenas intuição.

Provavelmente vou ter entre 40-50k para aportar a partir de fevereiro. Sim, esse aporte é quase o dobro da época de 2013-2014, fruto de muito trabalho, reinvestimentos, aluguéis que recebo e lucro da loja (que tá bem baixo mas deve aumentar).

Então decidi que cada aporte será de R$1500 para cada ação em determinado mês seguindo o Bastter System, e também de R$500 reais para cada fii, dessa forma a cada 2k investidos terei uma ação e um fii. Se eu aportar 20k num mês será então 10 ativos, se eu aportar 40k serão 20 ativos, se aportar 50k serão 25 ativos.

Só um exemplo, pq tb pretendo fazer remessas para fora para comprar pelo menos 3 ativos mensais lá fora (stocks, criptos ou ETFs) sendo 200 dólares para cada um. A idéia é fazer uma remessa de pelo menos 2 mil dólares por mês, dessa forma aproximadamente serão comprados 10 ativos.

Tenho plena certeza que estou muito confortável com essa estratégia e que será muito trabalhoso fazer o meu IR de 2022, mas é uma mudança boa, a la Bogle, e vou poder compartilhar com vocês aqui o resultado.

Para a carteira cripto já sei que quero ADA, SOL, LINK, ETH, BTC, DOT e PAX GOLD. Por enquanto.

O que espero disso tudo?

Depende.

Na carteira de ações do Brasil: Bater o ibovespa levemente (ou igualar ou ficar bem perto) e receber os dividendos, sem pagar taxa alguma e ainda ganhar no aluguel das ações.

Na carteira de fiis: Acompanhar praticamente o ifix sendo bem mais concentrado em tijolo (uns 80%). Receber os proventos, não pagar taxa pra fofs.

Na carteira de ETFs globais: Comprar mercados maduros e de moedas mais estáveis, acompanhar a economia mundial e pagar pouca taxa com etfs de acumulação. Ficar tranquilo sabendo que aqui é uma escolha bem Bogle.

Na carteira de stocks: Essa é apenas para apimentar o meu portfolio e fazer uma fézinha, comprando ações boas de empresas globais e consolidadas, tipo Apple, Disney, Berkshire, Loreal, Black Rocks, Unilever... e coisas do tipo.

Na renda fixa: Comprar Tesouro direto via IMAB11, IPCA+ longe sem juros semestrais e tesouro selic como reserva de emergência.

Na carteira cripto: Hoje em dia acho que todo mundo deve ter cripto em sua carteira de investimentos, e essa carteira pode ter dar um retorno bom no geral, assim como cair, mt volatilidade, mt risco e mt retorno. Essa é a parte mais arriscada do meu portfólio, mas não quero ficar de fora. Acho um erro ficar fora de cripto e já paguei muito caro por ficar fora. Não quero mais correr o risco de perder uma grande alta de alguma cripto, além de diversificar ainda mais os investimentos em moeda forte e inconfiscável como o BTC.

Não sou nenhum gênio dos investimentos, só quero diversificar aqui, lá fora, pagar pouca taxa, receber uns dividendos e proteger um pouco o meu dinheiro (mesmo que para isso faça câmbio caro em remessa para fora), buscar algum crescimento (sem mt foco em dividendos) e sobre cripto, é o preço da liberdade.

Quando tiver tudo completo vou avaliar e ver mais investimentos alternativos como petróleo, urânio, fundos de hedge como o Ark ou Fundsmith, mas confesso que ainda vai levar alguns anos pra digerir e entrar nisso, se entrar, essa para mim é a parte mais desagradável dos investimentos e até agora não vejo sentido algum, mas posso estar sendo bem burro nessa parte.

Esse mês já fiz os aportes e ainda não tinha pensado nessa estratégia, acabei comprando só três ações:

BBAS3, PSSA3, CGRA4.

Se ainda for fazer algum aporte esse mês vai desse jeito que narrei aqui.

Sei que os valores são grandes e que não é a realidade para muitos investidores, mas se vc achou interessante e quer seguir essa idéia, basta ir comprando em valores pequenos de cada ação no fracionário, poucas cotas de fiis, pouco de TD, e pouco de ETF de BDR caso não tenha conta lá fora ou não tenha condições de ter, vc pode comprar o bito39 que já pega todo o mercado dos EUA, por exemplo. Não se desestimule vendo post como esse. 

Se eu tivesse seguido essa estratégia que estou descrevendo agora desde o começo, eu estaria muito, muito, muito melhor do que estou hoje, muito bem de vida, bem diversificado, tranquilo e feliz nos investimentos (felicidade nos investimentos é diferente de felicidade na vida, tenha consciência disso).

Espero poder aportar diretamente R$500k esse ano, pulverizando nessa estratégia, e se tudo der certo, também isso, nos próximos 3 anos. Assim darei por completa a minha missão nos investimentos.

O post ficou grande eu sei, mas era necessário, se você leu até aqui, parabéns e obrigado por me aguentar.

Um grande abraço e tenha um excelente 2022!

Frugal.

P.S.:



Comentários

  1. Caramba, que relato hein, gostei. Frugal, depois nos relate mais como conseguiu aportar tão bem, sem dar detalhes da vida, mas faz um post sobre seu crescimento profissional. A galera quer muito rentabilidade, mas se esquece que são os aportes o carro chefe no início da caminhada.
    Abraços e fica com Deus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poupador, já falei tanto disso aqui nesses 6 anos de blog, mas o principal foi trabalhar muito, gastar pouco, e investir uns 70% da minha renda, sempre, seja em imóveis, ações, ETFs, ou algo assim, e tb na franquia.

      Crescimento profissional foi faculdade + pós + outra pós, trabalho em empresas públicas, privadas, e minha própria PJ e PJ em sociedade com colegas, de tudo um pouco, mas sempre com mt trabalho, muita carga horária incluindo noites e fins de semana, sempre foi coisa de mais de 90h por semana, além de leitura, estudo, PC, livros, youtube, estudar inglês, enfim, tentei ser altamente produtivo de 2013 pra cá, e sempre ter eficiência no meu mês, ganhar muito e gastar pouco. Quem me inspirou mais foi o blog do Mr Money Mustache, li uns 80% dali.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Nossa frugal, vale a pena essa quantidade de ativos?

    Eu tenho uma carteira com uns 60 ativos e estou seriamente pensando em simplificar e passar a ter apenas alguns poucos etfs globais no exterior (a la bogleheads, SWDA + EIMI ou VWRA) e 2 fofs passivos de fii (ITIT e ITIP) + tesouro direto para RE no brasil.

    O retorno deve ser muito parecido (pelo menos no meu caso o meu stock picking no brasil ficou no 0 a 0 com um PIBB por exemplo) e a simplicidade muito maior.

    O IR realmente vai dar um bom trabalho mesmo já sabendo o que deve ser feito.

    Até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois de pensar muito, e lembrar de tudo que passei acho que vale a pena sim.

      Eu fiz um post aqui sobre como estudar ETFs baseado no PB e Cape Schiller e já tive bons retornos com isso como o da Rússia e da Noruega por exemplo. iwda + eimi vou ter com certeza, além de alguns como Alemanha, UK, Suécia... Veja que o iwda já tá 69% EUA e perde mt economia européia boa.

      Quantos aos fiis, como expliquei, desmembrei o itit pra não pagar a taxa e vi tb que os caras estavam com 12% em cash fora da alocação, enfim achei mt e vc vai ficar 100% na mão da gestão da Inter (vale a pena esse risco, essa taxa e 12% em cash na mão dos caras?). O ruim do pibb11 é vender e pagar IR em cima dos dividendos incorporados, enfim, escolhas. Como falei, por não pagar mais a taxa de corretagem fico tranquilo em desmembrar o pibb11 por exemplo e comprar na mão, mas peguei as 66 empresas na base do stock picking (tem mt empresa ruim no pibb11).

      Resumindo de novo eu fiz um ETF de 66 ações da bolsa brasileira, como se fosse o meu IBRx66 e vou comprar equal weight praticamente. (Nos eua o equal weigth performou mts anos melhor que o SP500 justamente por pegar mais small e middle caps.)

      O IR que vai dar trabalho grande é o de 2022, a partir daí se tiver tudo comprado basta adicionar, fica bem tranquilo de fazer. Vamos ver como tudo isso vai se comportar.

      Abraço!

      Excluir
    2. Justamente por causa do IR que eu estou com vontade de fazer o inverso, quando eu comecei a investir tinha essa estratégia que você adotou esse ano, mas comprava no fracionário porque meus aportes são pequenos, um pouco de cada ação da carteira pra deixar balanceada... mas o serviço pra ficar atualizando preço médio e depois lançar JCP, dividendos, rendimento dos FIIs, bonificação etc no imposto de renda estou quase com vontade de vender tudo e comprar uns 3 ETFs que vai dar praticamente o mesmo resultado mas muito menos trabalho :)

      Excluir
    3. O problema com os ETF, principalmente os do Brasil, é que eles são muito concentrados em poucas empresas, com o top 10 geralmente representando mais de 50%do patrimônio do fundo. Então meio que não adianta ter 50 ou 100 empresas (caso do PIBB11 e do BRAX11) por conta desta, a meu ver, falsa diversificação.
      Um ETF bom, na minha opinião, seria que nem o Frugal falou: equal weight.
      E, mesmo assim, ainda tem o problema do IR. Ao menos nas ações tem aquela isenção se a venda for inferior a 20K no mês. Claro que com uma canetada o governo pode acabar com essa vantagem (provavelmente alegando que nós investidores pessoa física somos "rentistas malvadões"), mas enquanto essa vantagem existir , julgo o stock picking superior aos ETF, ao menos no Brasil.
      Ah, e o PIBB11 e outros semelhantes ainda têm muita empresa ruim no meio da carteira, e como são obrigados a seguir um índice e o índice geralmente é baseado no número de negociações diárias, então eles têm essa ineficiência intrínseca de girar demais i patrimônio deles, o que também é ruim pros cotistas...

      Excluir
    4. Bilionário, nao sei como vc organizava ou fazia isso, mas com o bastter system e mais o CEI eu sempre fiz isso bem tranquilamente e sem um grande trabalho. O que o mago falou é exatamente o que eu penso. O pibb11 tem petr, vale, itau, bradesco já em quase 40%, é mt concentração numas 6 empresas.

      Excluir
    5. Sim, concordo, nossos ETFs no Brasil tem muitos problemas e por enquanto fiquei com ETFs só no exterior. Eu uso uma planilha pra controlar os investimentos em ações e FIIs, também uso o site meusdividendos que é gratuito por enquanto, pra um controle paralelo, mas o principal é uma planilha do google onde faço todos os registros e também tenho gráficos para balanceamento. Para rentabilidade ainda uso aquela outra planilha do AdP. Nessa parte não dá tanto serviço de manter... mais serviço é na parte de declaração do IR, que tem que declarar todos ganhos etc.

      Excluir
  4. Legal Frugal, bom ver você de novo por aqui!

    Já pensou em considerar REITs na carteira também? Colocaria uma diversificação em mais uma classe de ativos.

    No mais tenho certeza que esse é o caminho certo, diversificação é essencial, e também não confio em índice brasileiro. Em 5 anos você vai estar extremamente confortável financeiramente, e provavelmente vai querer mais ETFs ainda (provavelmente de fora) pra não ter dor de cabeça.

    Não esqueça de curtir a vida. Vc já está com o jogo praticamente ganho, tem que aproveitar também.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jovem, vou copiar e colar o que respondi lá embaixo (eu respondo de baixo pra cima, assim como lia a Veja de trás pra frente kkk)

      Os ETFs de fora eu tenho Suécia, UK, Norway e Cingapura já, além do CPXJ, IWDA e Eurostocks.

      Os Reits vão fazer parte da carteira sim, via ETFs.
      Hj em dia a coisa evoluiu e temos ETF de Reit de acumulação na lista da ishares Uk. Comprar reits sediados nos EUA é pedir para morrer com 30% de IR em cada distribuição da cota.

      Lembre que REITs são apenas um setor do mercado, assim como saúde, energia, varejo, tecnologia, etc... então não pode ter um peso mt grande. Essa lista é legal pq tem reit pagando em euro, dolar, libra esterlina.

      Olha os ETFs DPYE, DPYA, AYEP, e IPRE. Nos EUA temos o USRT.

      Vc vê a lista de acumulação nesse link, mas só dá pra comprar via interactive brokers.

      https://www.ishares.com/uk/individual/en/products/etf-investments#/?productView=all&fac=43776&pageNumber=1&sortColumn=useOfProfits&sortDirection=asc&dataView=keyFacts

      Excluir
  5. Eu gosto de ler essas histórias de quem está a muito tempo na jornada FIRE, ver os relatos sobre a vida e os investimentos a 8-10 anos atrás só me deixa motivado de que no futuro pode ser eu a estar aqui contando e comemorando minhas conquistas na vida.

    Sobre a estratégia de investimentos, é bem complexa e se você tem o conhecimento para manter ela de pé e funcionando eu não vejo motivos para que você não adote. Eu pessoalmente não me sinto confortável com uma carteira gigantesca, tenho medo de justamente me perder no IR e de não conseguir fazer o mínimo de acompanhamento.

    Boa sorte e um ótimo ano para todos nós!

    Abraços,
    Pi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poupador, a primeira vista sim, parece bem complexa. Se eu visse esse post há 5 anos atrás iria ficar bem contrariado e talvez iria duvidar que funcionasse, mas tudo veio naturalmente, e com o tempo. O mais complexo mesmo é abrir conta numa corretora lá fora, no meu caso a IB e depois uma de cripto, que uso a kraken. Com essas duas corretoras na mão (haja app e senha) e mais a do Brasil tá tudo certo.

      Quanto ao imposto de renda, eu sempre fiz o meu desde 2013, e depois que vc cadastra tudo, basta apenas atualizar o que comprou mais, o resto o próprio programa da receita puxa o do ano passado e assim vai. Não tenha medo do IR, vc faz uma vez, duas, três, as coisas vão acumulando depois é só ir adicionando, eu não faço venda, nem opções nem day trade, por isso fica fácil.

      O acompanhamento é justamente isso mesmo, mínimo. Como tá tudo pulverizado o acompanhamento é mínimo. Na verdade é tudo ETF, só o de açoes aqui e o de fiis é desmembrado. A idéia de desmembrar e pulverizar é justamente para acompanhar pouco.

      Excluir
  6. Respostas
    1. Obg Vet.
      Essa pequena consolidação mental veio de muito estudo, experiência, leitura, vídeos, fóruns, whatsapp, enfim, é um compilado de quase uma década mesmo, do que finalmente começar a fazer que preste pro longo prazo. kkkkkk Feliz ano novo!

      Excluir
  7. Muito boa a estratégia! Eu penso parecido, só não tenho grana para ter uma carteira tão grande (eu demoraria anos para completar uma carteira assim com 66 empresas, 55 fiis e 25 stocks), mas se tivesse, estaria indo por esse caminho também.
    E em relação aos REITs? Não vão fazer parte da carteira? Por quê?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mago, pq vc demoraria? Mesmo fazendo compras pequenas e mesmo sendo no fracionário? Eu acho que não. Se vc comprar uma ação e um fii por mês, serão 48 ativos em um ano por exemplo, em dois anos vc já teria perto de 100 ativos. Acredite, o tempo voa.

      Os Reits vão fazer parte da carteira sim, via ETFs.
      Hj em dia a coisa evoluiu e temos ETF de Reit de acumulação na lista da ishares Uk. Comprar reits sediados nos EUA é pedir para morrer com 30% de IR em cada distribuição da cota.

      Lembre que REITs são apenas um setor do mercado, assim como saúde, energia, varejo, tecnologia, etc... então não pode ter um peso mt grande. Essa lista é legal pq tem reit pagando em euro, dolar, libra esterlina.

      Olha os ETFs DPYE, DPYA, AYEP, e IPRE. Nos EUA temos o USRT.

      Vc vê a lista de acumulação nesse link, mas só dá pra comprar via interactive brokers.

      https://www.ishares.com/uk/individual/en/products/etf-investments#/?productView=all&fac=43776&pageNumber=1&sortColumn=useOfProfits&sortDirection=asc&dataView=keyFacts

      Excluir
    2. Realmente, comprando 4 ativos por mês em 2 anos eu tenho quase 100 ativos. Entendo que numa carteira diversificada a pulverização dos aportes para possibilitar isso não vai fazer muita diferença. Seu post me deu algo para pensar. Obrigado.
      Eu sei que o IR sobre rendimentos para não residentes nos EUA é brutal, e você optou por aplicar em REITs através de ETF por causa disso. Mas e quanto às stocks? Vai aplicar diretamente nelas ou vai ser via ETF também, por causa do IR sobre dividendos?
      Ou a sua estratégia no exterior envolve empresas que não pagam dividendos?

      Excluir
    3. A maioria das empresas lá fora já quase não paga dividendos, é uma mixaria, o buy back tomou esse papel, outras no máximo são de 1-1,5%aa. As stocks vou fazer uma carteira delas equal weigth mas tb vou comprar ETF. No caso, até os ETFs estão bem concentrados em tech atualmente. Seria bom ter um ETF de acumulação equal weight mas ainda não temos.

      Excluir
  8. Fala Frugal, eu vi sim o seu comentário no post anterior. Muito obrigado. Eu tinha feito outro comentário aqui, mas acabei apagando porque minha racionalização não estava muito boa em decorrência de uma H3 que peguei semana passada, mas agora estou normal novamente.

    Oque eu tinha perguntado para você aqui era o seguinte.

    A sua filosofia de vida é muito parecida com a minha, somos da mesma escola (Muquiranas) que sabem dar valor ao dinheiro e que gosta da mesma classe de ativos.

    O Negócio é que as vezes eu me pergunta se realmente essa estratégia funciona na prática. Isso porque, você mesmo já se desfez da sua carteira de ações uma vez, e eu vejo isso acontecendo direto. Por isso que todo mundo diz, que nunca vê um rico que investe em ações. Porque na prática é dificil possuir ações. Você está o tempo todo ansioso e se não tiver lendo coisas que te confortem o tempo todo, a chance de vender no fundo são grandes. Por isso que vejo que a maioria não consegue manter suas açoes no longo prazo e acabam indo para imóveis por exemplo.

    Hoje essa é uma das minhas maiores dúvidas, gosto de ações, gosto de estudar empresas e ler sobre o assunto, gosto da liquidez, mas ao mesmo tempo tenho medo de mim mesmo que toda hora fica impulsivo em vender quando tem dinheiro no mercado. Enfim..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Peão, a estratégia funciona sim, e eu sei na prática, pois se eu fosse simular todas as minhas compras de 2013 até hoje, sem nenhuma venda de ações, sem compra do imóvel da franquia e sem ela, eu estaria muito muito muito bem, coisa de ganhar uns 20k hj passivos mensais e ter pelo menos uns 30% a mais de patrimônio (coisa de 1-1,5M a mais na conta). E é exatamente por isso que estou fazendo isso novamente e agora nunca mais vou vender nada. Eu só sei disso pq passei por isso, e olha que a bolsa nem deu esse estouro todo nao, mas vc pode simular tipo aportando 25-30k mensal de 2014 pra cá no pibb11 pra gente ver onde eu estaria, e tb de 2017 pra cá comecei a comprar o iwda, então seria uma mistura desses dois, e se colocasse 5% de bitcoin eu estaria em outro patamar tb. Eu teria ganho mt no dólar, na bolsa dos EUA e mesmo na daqui, pois o volume de aporte era mt alto, mas os imóveis me atrapalharam. Daqui a um ano eu termino de pagar tudo de imóvel e poderei voltar a aportar bem mais nas bolsas, e aí é correr atrás do prejuízo e do tempo perdido. Abraço!

      Excluir
  9. Olá Frugal! Já viu os novos ETFs WRLD11=VT e o ALUG11=VNQ lançados aqui no Brasil? Parece interessante. Tem alguma ressalva?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sax, pra quem não consegue abrir uma conta lá fora e tá começando com pouco vale a pena pela diversificação, mas pra quem tem como abrir uma conta na IB não vale a pena.

      O tratamento tributário com os ETFs terminando em 11 é bem pior do que os de BDR que terminam em 39.

      Tem ETF de acumulação de reits pela ishares já e tem tb outro de acumulação da ishares bem parecido com o VT e com taxa bem menor e tratamento tributário melhor em comparação ao WRLD11.

      Enfim, isso só vale a pena pra quem não mesmo como abrir uma conta na interactive brokers e quer diversificar um pouco o risco brasil.

      Excluir
  10. Grande Frugal.

    Eu tenho um questionamento pra te fazer: com esse seu patamar de patrimônio você acha que vale a pena montar uma estratégia tão, digamos, “carregada”?

    Abraço.
    https://engenheirotardio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Engenheiro, justamente. Pense na sua carteira lá na frente. Pense que qnd vc chegar em 1 milhao, vc vai ter 10 empresas em 100 mil reais cada uma, ou 20 empresas com 50 mil cada uma?

      Qnt mais ativos mais diluído fica o risco, e o retorno acompanhará praticamente o mercado.

      Essa estratégia eu já uso na carteira de um amigo meu que administro, e depois de um ano eu percebi que estava administrando melhor a dele do que a minha.

      Aqui no BR vou praticamente acompanhar de perto o ibov e o ifix, assim como o imab, e lá fora vou acompanhar o MSCI World e o SP500 assim como o Emerging Markets Index. É uma estratégia que parece ativa mas é passiva.

      Abraços!

      Excluir
  11. Fala Frugal! Realto muito bom. Estou de certa forma com poucos cestos para colocar meus ovos, sei que ainda tenho muito que aprender, que tem muitos cestos e que não estou indo atrás como deveria, tudo que a gente faz consome tempo e cada dia mais o tempo passa depressa, daí temos que escolher o que fazer com o parco tempo que resta. Um abraço e tudo de melhor sempre!

    ResponderExcluir
  12. Olá, Frugal!

    Muito bom o seu blog! Sempre acompanho as postagens e aprendo bastante.

    Qual corretora vc usa aqui no Brasil? Você já tem um valor considerável investido. Confia em corretoras "pequenas" de taxa grátis?

    Eu também sou a favor de muitos ativos, desde que possuam valor, e de comprar maior quantidade de ativos por mês, sem concentrar em pouco.

    Os meus investimentos estão na corretora do BB, mas, por conta da corretagem, não consigo comprar mais ativos por mês. Não consigo confiar em deixar o dinheiro nessas corretoras menores ou nas de banco pequeno.

    Enfim, se vc puder responder, agradeço bastante!

    Muito sucesso pra vc!

    ResponderExcluir
  13. E aí Frugal, bem vindo de volta ao mercado ! Pelo que entendi, desistiu mesmo de ir pra Portugal. Vc ainda almeja uma aposentadoria antecipada ? IF vc já tem. abs

    ResponderExcluir
  14. Fala, Frugal, belezin?

    Como funciona em caso de sucessão esses ETFs em que vc investe? Qual a alíquota de "tributo da herança"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outra dúvida que bateu na minha cabeça no final de semana: vc disse que essa estratégia de stock picking visa " Bater o ibovespa levemente (ou igualar ou ficar bem perto)".

      Para atingir essa meta bastaria comprar o indice (eu sei q vc sabe disso, rs). Então não seria interessante vc ter uma meta ibovespa + x%, só pra daqui a alguns ver se valeu a pena o "risco" de fazer sem próprio ETF?

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A taxa segura de retirada e a sua aposentadoria

Primeiro mês da nova estratégia, aportes e saldo.