Translate

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Fechamento Julho/2019 +R$50.000,00


Prezados amigos,

Primeiramente, QUE MÊS!

Em Julho trabalhei como um escravo judeu no Egito.

Desculpem a demora em atualizar o blog e responder os comentários.
Aconteceu muita coisa na minha vida pessoal (coisas boas) e fiquei sem tempo pra nada. Além do cansaço e das idéias pra postagens que vão e voltam, tive que tirar umas férias e viajar, muita coisa boa acontecendo na minha vida.

Em Agosto tive que colocar o pé no freio e tirar um tempo para mim, descansar mais, viajar e arejar as idéias, ficar um pouco na praia, dar atenção pra minha companheira e pensar na minha vida pessoal e profissional. A vontade de ir embora do norte pro nordeste vem aumentando muito, e acho que nos próximos 3-5 anos preciso mesmo sair daqui, pelo meu próprio bem.

Sobre a franquia, o lucro vêm aumentando, mas a despesa também, e muito, eu achava que um dia isso ia descolar, mas a relação entre eles é muito linear. Os novos espaços do imóvel que aluguei estão dando quase 9k líquidos por mês (por isso o resultado maior) e estão 90% alugados, a franquia em si deu 40k de lucro e considerando uns 10k de custos do imóvel, está dando 30k de lucro, para um investimento de pouco mais de 500k, um yield de 6%, o que é incrível realmente, após dois anos de muita luta, sangue, suor e lágrimas. Se a coisa permanecer nesse patamar, daqui pro fim do ano vou recuperar todo o investimento, o que muito me alegraria.

Também acho que o que impactou o lucro foi Julho ser um mês grande, sem feriado, e que as pessoas estão um pouco mais otimistas com o Brasil, embora a gente saiba que tem muita gente torcendo contra o país por causa do presidente. 

Temos que procurar evoluir pessoalmente sem precisar do presidente ou da economia do país, querer ser levado pela maré subindo é para os fracos. Quando você decidir prosperar independente do prefeito, governador ou presidente, a sua vida vai andar muito mais.

A dívida do imóvel está atualmente em 55k, muito perto de ser vencida.

Estou plantando as bases para voltar para a minha cidade, o que inclui empreender lá também e para isso já dei entrada num terreno (a negociação foi muito difícil mas comprei ele por 50% o preço da média de todos os terrenos da região) o que está atrasando o fim dessa dívida, de quebra também troquei de carro e me despedi com muita gratidão do meu velho amigo que nunca me deixou na mão e me deu muitas alegrias, eu era muito apegado aquele carro e achava que ia demorar muito pra trocar, foram quase 9 anos juntos e troquei ele por dois motivos, o primeiro é segurança (mais airbags, abs, controle de estabilidade) - cheguei a escapar de traseira numa curva besta numa noite de chuva, mas também eu tive culpa no cartório - e devido ao fato do meu antigo estar dando muitos problemas e gastei muito com peça e serviços, atualizei ele gastando mais 39k na diferença entre a venda e a compra do outro, mas fiquei feliz pq ele vai continuar dentro da família e quem sabe volte pra mim um dia (nem que seja como segundo carro). E sim, óbvio que comprei usado, pra mim não existe nenhum argumento bom de qualquer pessoa que me faça comprar um carro zero km na loja.

Continuo fora do mercado por esses motivos: pagar a casa, o terreno, e refazer minhas reservas da PF e também da PJ, pois atualmente minha reserva é puramente conta corrente e um resto de ações por aqui e no exterior.

Como todos sabem empreender é muito difícil e os riscos são absurdos, mas se der certo, os retornos também são muito bons e podem ter um yield mensal bem maior que o mercado, mas meus amigos, meu exemplo é apenas um, que aparentemente está dando certo, então os riscos continuam, a pressão por vender é eterna e diária, porque negócio que não vende todo dia quebra e fecha, então tem que cuidar e tocar o tempo todo, não é fácil, não é passivo e nem é garantido.

Vou entrar ano que vem de carro (semi) novo, sem dívida de financiamento, com uma boa reserva na PF e na PJ e com um novo terreno comprado (parcelado, sem juros e sem financiamento) e sem mais muita preocupação por pressão financeira.

Na minha profissão original a saga continua: difícil receber, difícil aumentar preços, muita gente nova no mercado todo ano, governo dando calote e atraso, planos de saúde afunilando todo mundo e hospitais privados com protocolos ridículos e colocando muita banca e pressão inútil. O futuro é bastante tenebroso pois cada dia mais a liberdade vai embora e viramos meros peões no tabuleiro de xadrez dos outros. A alegria de outrora em trabalhar na saúde se transformou no cumprimento estrito de chegar no horário e sair no horário.

Abraços a todos,
Frugal.