Ter um negócio próprio não é ter tempo livre nem ser dono de si



A musa do blog veio dizer que faltam apenas quatro meses para acabar o ano.
Olá pessoal, hoje é um dia mais calmo na minha vida e dormi melhor ultimamente. Essa sensação de descanso é muito boa, e menos preocupação mental com a loja e com as dívidas. A loja no azul já facilita muito, agora é melhorar a rentabilidade e ir pagando as contas.

Primeiramente, quando você se compromete com uma coisa, perde outras oportunidades. Recebi hoje uma proposta de trabalho NO LITORAL, para ganhar a mesma coisa que eu ganho aqui. Foi bom e ruim, ou péssimo. Eu sou nascido e criado no litoral, jogando bola e surfando na praia, é difícil morar no interior do Brasil. Quando cheguei aqui até imaginei que iria ganhar melhor, mas na verdade só ganho bem porque trabalho um número horrível de horas. Se não fosse essa loja eu meteria o pé amanhã mesmo.

Segundo, ter um negócio não é ser dono do próprio tempo (isso é uma balela que contam por aí). Ter um negócio é mais um compromisso na sua vida, que dependendo do porte, lhe compromete e muito, com ligações, emails, lives, skype, funcionários, reuniões, resolver brigas, RH, psicologia com os problemas alheios, mercado extra, compras diversas, tratar com vários fornecedores de serviços, centenas de clientes e seus caprichos, anseios, calotes, ameças e mentiras, nossas relações familiares e o impacto disso na nossa vida.

Perdi 90% da minha liquidez no imóvel + negócio e ainda restou uma dívida a pagar, mais a impossibilidade relativa de me mudar, com o plus da situação profissional da minha noiva ainda não estar resolvida, enfim, incertezas múltiplas, riscos múltiplos e benefícios imprevisíveis nesse país de contrastes na nossa vida de contrastes.

Estou até feliz com o rumo que as coisas estão tomando, mas não dá pra fazer muita coisa quando se deve e se tem um negócio bem no início ainda. Não pensem que empreendendo e montando algo vocês vão ser mais livres ou "vão se livrar do patrão". Muito pelo contrário, o cliente é que é o patrão, e é necessário agradar a todos, ainda mais nesses tempos de redes sociais, bad reviews e grupos de whatsapp. 

Entendam que a força de um negócio é igual à soma da fidelização e boa impressão que se faz nos clientes, para que eles retornem e comprem seus produtos de forma recorrente, por exemplo, tem uma loja de açaí aqui que eu gosto, já fui lá umas 300x em 5 anos, multiplique uns 400 clientes iguais a mim e você já vai ter uma boa receita recorrente, é assim que funciona a alma de alguns negócios como o meu, por isso providencio agrados extras como comidinhas, balas, cafés, biscoitos e por aí vai (mas a loja não é de alimentação).

Essa coisa de empreender, ter o tempo livre, ser dono do seu próprio horário e nariz é pura ficção. Você pensa no seu negócio quase que 24h por dia, ele depende de suas ações, é como uma criança recém-nascida, se você não se preocupar muito com ele, vai dar errado e você vai ter um prejuízo grande. Então não fantasiem, se forem montar algo pra valer, saibam que vão estar entrando num TRABALHO, não é promoção e nem liquidação, nem a "oportunidade" de se livrar do patrão ou do serviço público, é dureza, pode ter prejuízo e pode ser bem menos lucrativo do que ser empregado de alguém, e tem contas pra pagar todo mês, muitas, e vão custar muito mais do que as da sua casa, fora o aluguel, então pensem bem antes de cometer essa loucura. A bolsa é muito boa nesse aspecto, você fica em paz e ninguém lhe amola, e prejuízos são raros.

Ainda vou avaliar melhor a proposta do litoral, que apesar de não ser na minha cidade natal, é no litoral e é perto (no nordeste a maioria das capitais são perto, exceto Salvador e Teresina, o resto dá pra ir de carro entre uma e outra. A qualidade de vida vai ser bem maior.

Abraços,
Frugal.

Comentários

  1. Ae Frugal, falou certo, por esses perrengues que nunca tive coragem de empreender. Agora, de repente vc muda pro litoral e poe um gerente pra tocar o negocio, nao sei se vale a pena. Complicado, te desejo clareza pra tomar uma boa decisao.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa Vagaba, blz? Cara, meu sonho é morar no litoral de novo, seja no Brasil ou Portugal ou outro lugar que dê pra surfar. Ano que vem o negócio vai ficar bom pq vou estar sem dívidas e vou poder viver melhor e mesmo que não me mude vou viajar mais vezes pro litoral.

      Os perrengues são enormes, faltam 2 meses pra completar um ano mas já passei por muita coisa. O lucro acho que só melhora bem agora a partir do mês que vem.

      Abraço!

      Excluir
  2. Uma curiosidade, quando vc acorda pela manhã sente-se energizado e animado para ir cuidar do negócio ou sente-se igual a mim deprimido e sem o menor ânimo de ir pro emprego? Trabalhar no próprio negócio, por mais estressante que seja, te rouba as energias no final do dia ou vc volta para casa revigorado e com a sensação de dever cumprido? A muito tempo eu me sinto assim, volto para casa completamente drenado e com a sensação que só fui utilizado para enriquecer meu patrão...



    Sr. IF365

    Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe me intrometer, mas eu trabalho em negócio de família, então acredito que estou nos dois extremos, quando tudo está da forma que eu quero, como se eu fosse dono, me sinto totalmente energizado e animado, mas quando o que eu penso não é de acordo com os demais familiares, me sinto completamente drenado e com a sensação que só fui utilizado..

      Eu arriscaria tranquilamente em um negócio próprio só meu.
      Mas ja conheço as dificuldades, e as vezes penso que ser empregado também é melhor..

      e assim vamos levando a vida na indecisão..

      Excluir
    2. Como só experimentei um lado da "moeda" já me conformei em trabalhar para os outros enquanto junto minha grana para fugir da corrida dos ratos. O preço que eu pago por isso é que nunca levanto da cama inspirado, na verde já vou para a cama não querendo dormir para que o dia de amanhã demore mais para chegar.


      Sr. IF365

      Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
      www.srif365.com

      Excluir
    3. Sempre fui energizado Sr IF! MAs não pelo trabalho em si, e sim pelo patrimonio que eu poderia acumular num futuro próximo, o trabalho encaro só como um meio, mesmo assim não o acho tão chato, eu tento me distrair, escuto música, dirijo, redes sociais, kindle, etc... Vc já está muito perto, já passou mais de 90% da estrada, aguenta firme! (Vc já leu o livro 4h para o corpo do Tim Ferris? Acho que vc vai gostar!) Baixa e lê! Abraço!

      Excluir
  3. Gostei do relato realista! Parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu surfista! Quem dera fosse mais fácil um pouco, já foi muita emoção por aqui, agora quero mais calmaria! Abraço!

      Excluir
  4. muito obrigado por dividir essa experiência.

    vou continuar na bolsa.

    abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ST, valeu!
      Se eu tivesse aporte esse mês compraria CIELO. O pessoal tá numa nóia que já sei. Pode printar esse meu coment e converse comigo daqui a 02 anos. Sempre gostei muito da CIELO, compraria de pá agora! Abraço!

      Excluir
    2. valeu pela dica!

      coincidiu com o bastter system.

      abs!

      Excluir
  5. Frugal, post bem realista mas se me permite um conselho... Desencana, essa fissura toda não se reflete proporcionalmente no caixa ao final do mês. Tente desencanar um pouco, talvez o resultado financeira não seja tão bom porém no fim das contas vc estará melhor consigo mesmo.

    Abraço!

    Corey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Corey, blz? Olha o stress com o negócio por si só já passou 90%, só restam os 10% normais da operação. A maior parte do stress era a dívida e o medo de não conseguir pagar ou ter me estrepado de vez. Foram 4 anos de trabalho árduo nesse all in praticamente, eu não posso me dar ao luxo de falhar agora, mas estou desencanando um pouco sim, próximo mês vou abater uns 50k da dívida pois vou receber uns extras que levei calote desde o ano passado. Como vai o verão português? Amigo vc ainda não falou se as mulheres portuguesas são bonitas. kkkk abç

      Excluir
  6. De fato o empreendedor passa por diversas dificuldades e trabalha duro para acertar!! Não é nada confortável, mas se bem que a zona de conforto não traz crescimento. Frugal está crescendo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tive que me mexer amigo, já disse que não sei como isso começou, apenas aconteceu, tive um estalo e aconteceu. Valeu pela torcida, espero trazer sempre boas notícias por aqui! Abç

      Excluir
  7. Frugal

    Outro dia comentei de um amigo que abriu uma franquia. Ele é hiperfeliz com a franquia. Como empregado ele trabalhava 12hrs por dia mas tinha os fins de semana. Agora não tem mais, trabalha sabados e domingos. Mas como a franquia está bem estruturada, ele trabalha menos horas, voltou a fazer academia e passar mais tempo com a familia. Fora que o retorno financeiro é maior. Ou seja, acredito que mesmo se tivesse trabalhando mais estaria feliz, pois quando vc tem um negócio proprio quanto mais trabalha mais retorno vc tem, como empregado não é assim. Se vc foi contratado pra trabalhar 8 hrs e tá trabalhando 12 ou 14 horas, quem tá ganhando mais com isso é o dono da empresa e não o empregado. A satisfação de ver seu proprio negocio ir bem acho que compensa qualquer esforço.
    Mas vai de cada um.
    Particularmente não tenho espírito empreendedor. Trabalho em multinacional e apesar dos perrengues do dia dia, gosto do que faço, finais de semana livre e em períodos de crise meu salario está na conta. Já o dono da empresa tem outras preocupações, mas quando a empresa está bombando, o lucro dele tb aumenta absurdamente, nada mais justo.

    abs e bons investimentos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal amigo, deve ser muito legal trabalhar numa multinacional, eu fico achando que seus colegas de trabalho são fenomenais pq o processo de seleção deve ser mt dificil. Eu tenho uma amiga que já trabalhou na CIELO, deve ser fantástico, e deve ter mt oportunidade interna de crescimento, depende da pessoa se dedicar e mostrar vontade de colaborar com a empresa, é muito gratificante pra quem contrata ver o empregado animado e com novas idéias, todo mundo cresce.

      Que bom que deu certo pro seu amigo, franquia a chance de errar é um pouco menor, mas muitas quebram também. Abraço!

      Excluir
  8. O negócio é aportar o máximo o quanto antes para que o bolo fecal (Pobreta) atinja um volume suficiente...depois é só desfrutar do leite.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim amigo, e tem que ter muita muita muita paciência e persistência, o que lhe enriquece é tempo + aporte e não espere nada muito palpável nos primeiros 5-6 anos de investimentos, é pouco a pouco que as coisas crescem. Abraço!

      Excluir
    2. Exatamente!!
      "Os pensamentos do diligente tendem à abundância, tão certamente quanto a pressa leva à pobreza".
      Cuide-se...

      Excluir
  9. Fala FS

    finalmente depois de 4 meses respondi sua pergunta com um video, dá uma conferida lá depois no blog :)

    http://viverdedividendos.org/como-gerenciar-um-negocio-remotamente-mn-21/

    ResponderExcluir
  10. Simplesmente uma voadora nas costas da galera que denigre CLT (trabalhar para um empregador) e acha que abrindo empresa vai trabalhar metade do que trabalhava ganhando o mais que o dobro já nas primeiras semanas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A chegada ao quarto milhão de reais (ou quase um milhão de dólares).

O que importa é o processo.

E se eu morrer hoje?