O plano para aposentadoria financeira e viver em Portugal


Todo mundo tem um plano, ou pelo menos deveria ter.

Há 12 meses atrás eu nunca tinha pensado em sair de vez do Brasil e ir morar de fato em outro país pra sempre, talvez pensasse mas muito de longe, sem fazer nada a respeito. O fato é que tudo mudou naturalmente e agora vejo essa possibilidade como factível e real.

Ano passado, passei quase um mês em Portugal, e esse ano tudo indica que vou passar outro mês.
Aluguei um carro a diesel e dirigi do centro ao norte e depois ao sul, passei por mais de 10 cidades, com calma, conversando muito com as pessoas, indo nos mercados, supermercados e etc. Gostei muito de Portugal.

O que me fez pensar tanto nisso?
Não sei ao certo.

Portugal é uma nação marítima, é água pra todo lado, muita água, muito mar, rios, etc.
Eu gosto de praia, gosto muito. Queria mesmo era morar de frente pra praia pra sempre, nada é mais alentador e me deixa tão em paz quanto ficar olhando o mar e pensando em nada, assim eu fui criado e esses eram os melhores momentos da minha vida.

Portugal tem surf. Sim, e muito (e eu sou surfista). Além de kitesurf e windsurf que também dá pra andar. O ruim é a água gelada (mas dizem que se acostuma). Isso veremos.

Portugal tem uma segurança legal e baixos índices de criminalidade e violência. Isso é o que acho legal também, achei o povo pacífico e bacana. Também gosto da comida, frutos do mar, salada e etc.

Portugal tem um custo de vida barato (mais barato ou igual no Brasil). O país tá saindo do atoleiro, tem um salário mínimo de quase 600 euros e dá pra um casal sem filhos viver tranquilamente com 2000 mil euros por mês, incluindo aí o aluguel.

                                          Pedro Scooby surfando em Nazaré - Portugal

Eu sei que Portugal não é perfeito, nem tão rico e nem desenvolvido como outros países da Europa, mas é um começo e eu curti mesmo assim. Também já sou um pouco viajado para conjecturar certas coisas, já morei em Israel e EUA por exemplo (mais de 6 meses em ambos).

O lado ruim disso tudo é que é difícil ganhar dinheiro em Portugal, muito difícil. Então tem que ir com muito dinheiro e vivendo de renda (pra garantir) e de preferência não apenas em reais mas em dólar, reais, euros e o que mais for que ajude, quem sabe com um pacote de fundos imobiliários em Cingapura, Europa, EUA e também ações em países desenvolvidos a gente fique protegido.

Outra opção é eu revalidar meu diploma do ensino superior lá e procurar um trabalho (paga menos do que no Brasil mas seria pro caso de eu não ter a renda suficiente), além de minha companheira também. Se eu estiver ganhando bem no Brasil fico aqui até juntar o suficiente pra não precisar trabalhar lá, mas mesmo assim vou revalidar porque nunca se sabe.

Portugal tem dois tipos de visto que cairiam bem pra mim e são fáceis de conseguir, o D2 (visto de empreendedor) e o D7 (visto de rendas próprias).

O D2 eu nunca chequei bem, mas se eu fosse abrir uma pousada ou hostel talvez eu conseguisse.
O D7 precisa comprovar renda de mais de um salário mínimo português (coisa que se eu tiver uns 3-4 milhões de reais juntados vou conseguir tranquilamente).

Uma coisa difícil vai ser ver o patrimônio aumentar depois de estar em Portugal. E isso é meio ruim, pois nunca se sabe do futuro. Pensei em vir o Brasil (no inverno Europeu) para trabalhar por 4 meses (dezembro, janeiro, fevereiro e março) retornando em Abril. Outra possibilidade é comprar um imóvel bem legal e amplo e poder alugar quartos extras pelo airbnb (de 30-50 euros o quarto por noite) isso aí poderia gerar uma renda legal. Enfim, enquanto não tenho dinheiro o suficiente vou pensando em outras possibilidades.

Portugal é porta de entrada na Europa. Sim, nada impede que depois de alguns anos em Portugal eu queira ir para a Alemanha ou Suécia, França, UK e por aí vai, ou mesmo quem sabe Austrália ou USA. A questão é que temos que ter tempo para estudar e melhorar, e aqui eu não tenho tempo pra nada, minha vida é totalmente atolada, passo boa parte do dia no trânsito, e o resto trabalhando, incluindo muitas noites.

Ondas em Ericeira - Portugal


Temos muitos canais de brasileiros no youtube que moram em Portugal, além de muitos, muitos blogs.

A geoarbitragem favorece Portugal.

Peguei essa foto do blog fromcentstoretirement.com

http://www.fromcentstoretirement.com/early-retirement-portugal-geographic-arbitrage/



Essa imagem mostra claramente: a média salarial anual em Portugal é a mais baixa dos países pesquisados na série, logo se gasta menos também para viver, e em segurança. Pela foto vocÊ precisa de um portffolio de 615k pra se aposentar por lá, nos meus cálculos daqui seria legal uns 900k, mas é bom saber que outro blogueiro (e que mora em Portugal inclusive) achou um valor menor. Itália e Nova Zelândia também tem valores baixos e nada impede que eu possa passar um tempo em cada país. Ouvi dizer que a Nova Zelandia é muito bonita e legal. Depois vou pesquisar sobre aposentadoria financeira na Nova Zelândia.

A comida, o clima, o mar, a língua, os preços baratos, a possibilidade de surfar, a proximidade do Brasil e da Europa fazem Portugal ser a grande campeã nesse sentido até agora. Me animo bastante em saber que passei da metade do caminho já.

O plano:

Me programar para viver com 3 mil euros mensais em Portugal.

Isso daria 3000x12 = 36 mil euros anuais de despesas.
Pela fórmula do MMM eu precisaria de 35x essa quantidade para viver de renda.

36x35 = 1.260.000 (um milhão duzentos e sessenta mil euros)
Dinheiro pra caramba!

Mas com uma TSR de 4% esse valor daria 50,4 mil euros anuais, o que passaria com muita folga do que eu gastaria, para 4% sendo 36 mil euros temos:

4-- 36000
100--x
x = 900.000 euros

Então a quantia que eu precisaria seria entre 900 mil e um milhão e duzentos e sessenta mil euros. Isso para não trabalhar.

Considerando que vou me livrar da despesa do imóvel apenas em Julho/2019 nas minhas melhores previsões e que tenho que obrigatoriamente ficar no Brasil até Março/2022, o primeiro mês para fazer o aporte seria Agosto/2019, o que me daria uns 30 meses de aportes até poder finalmente ir embora.

Na melhor das hipóteses eu poderia aportar 9 mil euros por mês, isso se a loja não bombar, se ela bombar poderia subir isso aí, se for somente isso aí daria 270 mil euros. É bem difícil essa conta fechar começando assim.

MAS, eu tenho meu ap aqui no Brasil e também o imóvel que tem um valor de mercado de R$ 2,1 milhão que eu poderia vender quando fosse embora ou apenas alugar 8-10k mensal + meu ap que custa 2k mensal, então hoje eu já teria uma renda de 10-12k reais mensais ou 1900-2300 euros, então basicamente eu poderia já ter essa quantia mensal se alugasse tudo e fosse embora. Resta agora juntar o máximo possível para complementar, daqui a quatro anos depende do andamento da loja e do mercado imobiliário, quem sabe eu possa vender ele ou arrendar ou pegar uma sociedade pra loja ou mesmo vender tudo junto.

Outra coisa importante é que minha noiva vai começar a trabalhar e as minhas despesas vão diminuir quando ela começar, além dela contribuir com os aportes no futuro (apesar de que nem conto com isso).

Perdi toda a minha liquidez que tinha na bovespa, mas não desanimo, isso me fez pensar e aprender muita coisa, muita mesmo. Nada que não possa me recuperar aos poucos.

Dívida Bruta atual: R$ 735,5k (financiamento imobiliário + insumos) - 90% dessa dívida será incorporada ao patrimônio nos próximos 24 meses.

Saudações,
Frugal

Comentários

  1. Parece um plano realista, Frugal. Se alugar tudo ai vai ser fácil bater os 3 mil euros ao mês, pois voce e a esposa precisariam gerar um salário mínimo por mês cada.
    Pra revalidar o diploma se prepare pra ficar uns dois anos se estressando. Digo isso pois aqui tem burocracias que demoram meses pra ser resolvidas.
    Eu, e não é conselho, não venderia o patrimônio. Os governos e intermediários são famitos por morder grana das pessoas cegas por um sonho. Se tem valor não vendo.

    Que legal saber que morou nos USA e em Israel. Pretendo visitar Israel no futuro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já fiz uma prova para revalidação, passei.
      Agora falta uma prova prática, depois entrevistas e depois apresentação de TCC. Feito isso demora mais uns 4 meses para ganhar a carteirinha do conselho de classe.

      Depois disso é que dá pra começar a procurar trabalho. Mas vou tirando mesmo assim, quero ficar com essa carta na manga o mais rápido possivel.

      Sobre o patrimônio aqui não quero vender mesmo não. Paguei uma fortuna de IR vendendo minhas ações. Nunca mais quero passar por isso, foi muito doloroso.

      Israel é maravilhoso (e olhe que nem sou religioso).

      Mercado de construção em Portugal tá subindo né?

      Abraço!

      Excluir
    2. Aqui o mercado de construção está muito bom.

      Excluir
  2. Muita gente querendo sair do país. Eu não tenho muito essa ideia. Quando eu pendurar as chuteiras, creio que vou procurar alguma cidade bem pacata e barata pra viver por aqui mesmo,onde a violência ainda não tenha chegado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho esse plano It's me. Por hora penso em ficar no Brasil mesmo.

      Excluir
    2. Já pensei nisso.
      No interior do norte e nordeste o crack chegou e destruiu tudo. Não dá nem pra dormir com uma cadeira na varanda pq ela não vai amanhecer lá. Praias que eram tranquilas há 15 anos atrás tem sequestros, arrombamentos e furtos o tempo todo.

      Eu faria isso se fosse numa cidade de praia de preferência no nordeste pois a água não é gelada. O difícil é achar uma com essas características. A violência chegou em todas as cidades.

      Excluir
  3. Frugal,

    Falando como um leigo, pouco viajado e que não conhece Portgual, eu acredito que esse lance de parar de trabalhar e viver uma IF frugalmente "sem ocupação" é uma ilusão, principalmente pra uma pessoa que trabalha tanto como você. Você não vai aguentar 2 anos nesse marasmo, vai por mim.

    Dito isso, o melhor caminho acredito que seria se estruturar para poder exercer o que vc mais gosta (atividade remunerada) em Portugal, porém em um ritmo tranquilo. Revalidar seu diploma? Empreender, porém de forma mais tranquila? Ai vai de você. A ideia seria ter sua renda aqui no Brasil e conseguir um adicional exercendo alguma atividade lá em PT.


    Digo isso pois sou uma pessoa que odeia fazer o que nao quer. Leia-se: ficar em um escritório por mais de 10h + 2h de trânsito. Então estruturei minha vida para conseguir ser mais autônomo e eu organizar minha rotina de trabalho. Tem épocas em que realmente eu fico de saco cheio e trabalho muito pouco, porém tem épocas que eu fico louco pelo tédio e trabalho pra caramba. Tem dado muito certo pra mim, por isso recomendo a você.

    O que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei uma boa amigo.
      Vou revalidar sim, pois nunca se sabe e tb nao quero ficar lá torrando patrimônio.
      Pensei em montar um hostel ou pousada, sei que dá trabalho, mas é o que pensei até agora, que pelo menos pague os custos e dê algum lucro seria legal. Tenho esse pensamento faz mt tempo já, sendo perto do mar em praia que tenha surf. Vamos amadurecendo a ideia.

      Abraço!

      Excluir
  4. Nada contra quem quer sair, eu mesmo já morei fora muitos anos, mas depois de 2 anos toda aquela empolgação inicial passa e o que você mais quer é voltar para perto dos amigos, família, cultura...não tem dinheiro e qualidade de vida que pague isto e por isso não quero mais sair do meu Brasil a não ser por temporadas. Boa sorte FS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa AA40, interessante isso.
      Toda vez que saio, fico triste na hora de voltar pq me apego fácil ao exterior. Eu lembro da vida de caos que me aguarda aqui. Vc mora numa cidade calma e sem violência? Vamos ver se isso aqui vai melhorar nos próximos 4 anos.

      Em qual país vc morou?

      Excluir
    2. Sim hoje moro numa cidade de tamanho médio de imigrantes ital/alem tranquila aqui no sul do BR com um IDH bem alto e violência quase nula. Espero que isto continue por muito tempo.
      Morei nos EUA, tlvz por isso não gostei. Tlvz fosse Portugal teria me apegado. abcs

      Excluir
    3. Violência quase nula???!!!!
      Como faço pra achar essa cidade??

      obrigado

      Excluir
  5. Frugal,qual seria seu plano B caso Portugal alterasse a política migratória. Tem algum plano b ou c de emigração?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que plano B seria EUA, C Australia ou Israel.
      Acho que sao um dos ultimos países dignos de se viver.
      Suiça também seria uma boa mas é muito caro e tem que ser mt foda pra morar lá, tem que ter emprego e pagar bem.

      O mundo está ficando foda para emigrar.

      Excluir
  6. Meu amigo, também aprecio muito esse desejo. E sei que você irá morar em Portugal em breve.
    Mas esse lance da família pega bastante mesmo, especialmente se você tiver pais que irão precisar da sua presença quando mais velhos.
    Com uma IF (IF de verdade), porque se mudar para "um" lugar? Viver com endereço fixo enquanto poderá viver ao menos uns 6 meses por ano com seus pais (ou quem saber ter uma IF para viver mais próximo deles).
    Acho que você também não viveria sem trabalhar. Conheci alguns multimilionários (na casa nos 60M a 100M) que são jovens e ainda trabalham (apesar de que o estilo de vida desse pessoal não é nada frugal, em regra).
    Se perdeu a liquidez, oportunamente irá recuperá-la.
    Você merece passar alguns dias sem pensar no seu trabalho e pegar algunas ondas. Visivelmente suas horas estão sendo consumidas pelo trabalho... não perca a sua saúde, meu caro!!
    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mineiro vc tem razão em mt coisa, minha carga horaria é muito pesada e não deve se manter assim por mt tempo. Acho que consigo segurar assim mais uns 4 anos, o que vai bater com os meus planos de ir para Portugal. Já não moro com meus pais há quase 17 anos, mas a gente tá sempre se vendo, minha mae mora no sudeste e meu pai no nordeste.

      Como falei por aqui o que me incomoda é trabalhar tanto e viver nessa insegurança, acho bastante injusto não poder desfrutar do que eu poderia comprar. Além do mais viver tranquilo e em paz é impagável. Todos nós pagamos um preço caro demais para viver no Brasil, você não acha? Qual o retorno que o país nos dá nos impostos que pagamos? Quase nada se comparado a países evoluídos.

      Eu sei que a saudade da família vai ser grande, mas também preciso pensar na minha família nuclear (mulher e futuros filhos). Aqui estamos morrendo nas portas dos colégios enquanto vamos buscar nossos filhos. O brasileiro perdeu a noção da brutalidade que vivemos.

      Abraço!

      Excluir
  7. Muito legal o seu post, bem detalhado, com boas informações. Em relação a agua gelada, pode ir para alguma praia no Algarve, onde tem lugares em que a agua menos fria, mas não é a temperatura da agua do Brasil (espero que a dica ajude).

    Sou português, como vivi muitos anos em Portugal vou criar uma serie de posts falando sobre a aposentadoria em Portugal.

    Abraço e bons investimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala DIL, blz?

      Esses seus posts sobre Portugal se forem bem escritos e com muita profundidade tem muito a bombar no Brasil, Portugal está na moda. Estou ansioso para ver o que vc vai escrever, eu e muitos outros. Eu já fui no algarve e achei a água gelada sim, mesmo no verão, mas também eu entrei só de bermuda na água e não com a roupa apropriada. PReciso pesquisar ainda sobre o surf e o kitsurf no Algarve, me parece que nao tem ondas legais por lá, o que é uma pena. Pelo que vi o legal seria Ericeira mesmo, ou Aveiro ou Peniche. Grande abraço e posta mesmo!

      Excluir
    2. Ola, tudo bem e com você?

      Vou fazer vários sobre Portugal, o primeiro já teve bastante sucesso as pessoas tem comentado muito, estou entusiasmado!

      Concordo com você, Ericeira, Aveiro e Peniche são bons para surf, o Algarve não é bom para isso, a agua é gelada em Portugal, só com fato térmico.

      Abraço

      Excluir
  8. Respostas
    1. É o que tem BP. Compra uma prancha de surf e um kitsurf e bora ser feliz. kkkkk

      Excluir
    2. Você já viu que em Las Palmas nas Ilhas Canárias é um dos melhores points do mundo para o Wind e kitesurfe? Nos encontraremos nas águas espanholas kkkkk

      Excluir
    3. ah pertinho tb! acho que os voos devem ser baratos.
      Tb tem uma praia chamada Porto Santo em Portugal que eh show. e agua do mar nao deve ser tao gelada.

      Excluir
  9. cara, vai no blog From Cents to Retirement. O cara ta se aposentando la com muito menos que isso. Eu diria que vc consegue com 600 mil euros = 2,5 milhoes de Temers. De resto desejo muito sucesso, ora pois !

    ResponderExcluir
  10. Frugal, será que não dá para "morar" em Portugal e manter os investimentos aqui, voltando a cada 12 meses para não ter que fazer a declaração definitiva de saída?

    Em termos "legais", existe um visto que permita vc viver e viajar pelo país (alugar um Airbnb) por 12 meses? Daí volta um pouco ao Brasil, visitar sua família de depois voltar a Portugal?

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já pensei nisso André, de pelo menos voltar no inverno e pegar o verão aqui, ainda vou amadurecer a idéia.

      MAS o principal fator que me faz querer ir embora é a falta de segurança, eu não consigo mais ficar tranquilo aqui e isso faz um tempo. O cara tem que ir apressado pro carro, sair apressado, parar no sinal e se ver cercado por quatro motocicletas, é estressante. O cara vai na praia, tem 4 flanelinhas amolando, não consegue ficar em paz numa barraca com muita gente e vendedores circulando (vc acredita que me roubaram uma chinela que estava embaixo da minha mesa na praia e parcialmente coberta por areia, isso lá em Fortaleza, e comigo sentado na mesa?). Pois é. Já sofremos um furto aqui na loja de prejuízo R$7500, o lucro do mês todo em equipamentos. Eu posso até ficar indo e vindo por causa da familia, mas a vontade de vir como turista pra relaxar e curtir certamente vai ser nula. Se a questao fosse apenas financeira eu nao iria, ganhando o que ganho e se aqui não fosse esse caos eu ficaria por aqui mesmo.

      Excluir
    2. Cara, antes de ir para Portugal, tente conhecer o litoral de SC e do PR. Conheça as praias de SC fora da grande Florianópolis. Criminalidade baixíssima. IDH elevado para os padrões brasileiros. Povo educado. Ondas excelentes para o surf. Claro que a água do mar tem uma temperatura baixa no inverno. Mas é uma opção. Você poderia continuar trabalhando na sua profissão em um ritmo menos intenso e desfrutar mais. É uma opção. Eu morei um ano nos EUA quando e há pouco estive no Canadá. Ainda prefiro morar aqui. Apesar do lixo que são nossos políticos. Abs.

      Excluir
    3. Aposentado, eu já pensei nisso tambem. é algo a se pensar mesmo. Já fui em Garopada e praia da ferrrugem. O negócio é que é Brasil, tem que ter carro pra fazer tudo, criar os filhos pagando colegios e plano de saude pra todo mundo e etc... Pelo que sei POA anda mt violenta, e isso tende a se espalhar pras praias, pois foi assim no nordeste, começa na regiao metropolitana e depois se tomam as praias. É dificil.

      Excluir
  11. excelente post e obrigado pelos cálculos.

    abs!

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Meus pais estão de mudança para Portugal em maio, eles se aposentaram e conseguiram comprovar renda para a obtenção do visto de residente através de uma agência no Brasil. Fico aliviado em ver eles deixando o Brasil principalmente por já terem um pouco mais de idade e morarem em uma casa na "rua" sem a segurança de um condomínio fechado, alvo fácil para bandidos.
    Infelizmente o Brasil virou uma Síria onde quem pode se refugia da violência em lugares mais civilizados, seja no interior do país ou mesmo no exterior.
    Boa sorte nos seu planos, continuamos acompanhando de perto a saga.

    Sr.IF365

    Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso ae amigo, seus pais estao de parabens. Eles poderiam comprar uma autocaravana lá e curtir muito.
      Add vc no meu blogroll.

      Excluir
  14. Frugal, me apaixonei por Portugal também durante uma road trip que fiz anos atrás, achei tudo muito bom e cá estou.

    Sobre praias, segurança e custo de vida, concordo totalmente.

    Sobre ganhar dinheiro é muito relativo, não consegue-se ganhar MUITO dinheiro, mas se sobrevive com muita qualidade com qualquer trabalho, o que é inimaginável no Brasil. Tudo é muito pessoal, mas eu toquei o foda-se e não pretendo validar meu diploma, meu trabalho blue collar me dá dinheiro e qualidade de vida, o que mais quero?

    Na verdade vc pode manter o D2 sem ter nada aberto, é jeitinho, mas é possível e legal. Questão de pesquisar mesmo... Conheço muitos D7, bem fácil de conseguir (por enquanto). Não consegue nenhuma cidadania?

    Seu plano e contas são totalmente realistas e factíveis, vim com muito menos e estou muito confortável. É só implementar!

    grande abraço!

    Corey

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A chegada ao quarto milhão de reais (ou quase um milhão de dólares).

Loja fechada.

E se eu morrer hoje?