Translate

domingo, 25 de junho de 2017

Vamos falar de franquia?




Olá pessoal,

Hoje vai ser um post bastante diferente.

Como alguns sabem estou em processo muito avançado para abrir uma franquia na cidade onde moro.

Vou falar a opinião que tenho e da fase que vivo. Não quero falar apenas de mim e da minha situação, mas vou falar um pouco no geral também.

Se você for ler por aí tem vários sites e portais. A maioria querendo VENDER franquia e contando só o lado bom e atrativo, deixam o lado ruim bem obscuro pra o potencial comprador não saber.

Veja essa reportagem que linkei:

Tem franquias na lista abaixo que nunca ouvi falar, é um sinal que não tem delas na cidade que moro, e você?

http://revistapegn.globo.com/Melhores-franquias/noticia/2017/06/os-vencedores-do-premio-melhores-franquias-do-brasil-2017.html

Conheça abaixo as 60 redes cinco estrelas de 2017.
Arquivar - Gestão de Documentos
Billy The Grill
Cacau Show
Casa do Construtor
Cebrac - Centro Brasileiro de Cursos
Chilli Beans
China in Box
CI
Clube Turismo
Constance
Depyl Action
Ensina Mais
Experimento Intercâmbio Cultural
FastFrame - Moldura na Hora
Fiber Piscinas
First Class
Fisk Centro de Ensino
Grau Técnico
Hope Lingerie
iGUi
Imaginarium
Influx English School
Inspirar
Instituto Embelleze
Instituto Mix
ITC Vertebral
Jorge Bischoff
Kumon
Lanchão & Cia.
Limpidus
Make-up Reparação Automotiva
Mania de Churrasco! Prime Steak House
McDonald's
Megamatte
Mercadão dos Óculos
Multicoisas
Mygloss Acessórios
Ntw Contabilidade e Gestão Empresarial
Number One
O Boticário
Onodera Estética
Orthodontic
Parmeggio
Pello Menos Depilação
Prepara Cursos
Puket
RE/MAX Brasil
Redeorto
Rei do Mate
Restaura Jeans
Sobrancelhas Design
Spé, O Spa do Pé
Spoleto
Studio Fiscal
Supera - Ginástica para o Cérebro
Tip Top
Unidas Aluguel de Carros
Uptime - Comunicação em Inglês
Usaflex
Via Mia
O Brasil é um mercado enorme do sistema de franquia. Observe nos shopping e centros comerciais, a maioria das lojas são franquias. São números comparáveis aos EUA.

Veja a presença maciça do Boticário e Ortobom, as duas maiores redes de franquias do Brasil. O Boticário tem lojas até no interior de Portugal.


Pelo que percebi até agora:

1 - O risco da FRANQUEADORA é zero. Ela ganha o dinheiro da taxa de franquia, você que aluga o ponto, trabalha e ganha o seu dinheiro, seguindo a diretriz da franqueadora. Todos os prejuízos decorrentes da sua operação é seu, inclusive financeiros, fiscais, trabalhistas e etc. então para o dono da marca quanto mais ele vender franquia, melhor.

2 - O processo de seleção pode não ser tão transparente, e na verdade não é mesmo. Você preenche pilhas de formulários, fala muito ao telefone, email, skype e etc. Mas não sabe se tem outras pessoas na sua cidade fazendo a mesma coisa.

3 - Algumas franqueadoras NÃO lhe dão exclusividade na sua cidade. O que é muito chato, pois em algumas se outra pessoa na sua cidade quiser comprar a mesma franquia, algumas empresas VÃO vender pra ela mesmo assim, e vocês dois que se resolvam e briguem pelo mercado.

4 - Existe um documento técnico que elas não falam pra você mas elas tem que lhe fornecer por lei, antes da assinatura final do contrato, esse documento se chama "oferta circular de franquia", ele é um documento fechado e secreto da empresa (que por ser de capital fechado não publica os balanços). Esse documento é parecido com um relatório anual comum que a gente vê por aí, contém lojas abertas, lojas fechadas, faturamento, lucros, prejuízos, e outras informações. Ele é um documento grande e não é bem trabalhado "abonitado", embelezado e enfeitado no powerpoint como são os releases das empresas, e ele é bem técnico com questões de contabilidade explicando todas as contas da empresa matriz.

5 - Você não vai ser dono do negócio, mas isso não lhe torna um empregado, você é um sócio avançado e linha de frente de um projeto maior, e pode ser muito bem remunerado por isso, e ainda os seus resultados vão depender muito de você e do seu trabalho na franquia.

6 - Pode parecer clichê, mas franquias quebram menos do que negócios próprios. Você compra um modelo pronto e que deu certo em dezenas de cidades, ou até centenas. Com suas vantagens e desvantagens. Não estou fazendo propaganda nem lhe convidando a comprar franquia, apenas convidando a entender melhor o tema.

7 - Algumas franqueadoras dão treinamento permanente para o dono e seus funcionários. Muitas tem canais internos, grupos, whatsapp, reuniões, canais no telegram, TV, encontros anuais e até acesso bastante direto para os diretores fodões e até mesmo o dono ou parte da família do dono (os controladores por assim dizer). De certa forma você acaba ganhando um treinamento que faculdade ou MBA nenhum lhe dá (ainda mais se você nunca tiver entrado em comércios e empresas ou áreas de business). Então encare como um projeto educacional também, além do aumento do seu conhecimento amplo de mundo e de negócios.

8 - Empreender é um tipo de pensamento, é uma força que faz você acordar e buscar seus sonhos. Um cara que é físico, trabalha 12h por dia, faz mestrado, doutorado, aprende inglês, vai dar aula na Inglaterra e fica por lá não deixa de ser um empreendedor. Não pense que empreender é sempre montar um negócio. Empreender é tomar o rumo da sua vida nas suas mãos, até passar num concurso público ou num vestibular concorrido é um tipo de empreendimento.

Eu empreendo na minha vida, na área que me formei e especializei. Empreender é trabalhar mais, melhorar seus resultados, ganhar mais, melhorar sua performance, buscar ampliar seus serviços, se graduar cada vez mais, pegar mais contratos e serviços. Existem contadores, dentistas, fisioterapeutas, personal trainer, nutricionista, youtubers e até blogueiros de instagram empreendendo, mesmo sem CNPJ ou negócio real. Essa palavra "empreender" já está bem batida devido ao seu mau uso, mas eu a encaro apenas como sendo a sua postura diante da vida e das oportunidades que o mundo lhe deu, que é mais proativo e quer crescer mais e quer mudar sua realidade e AGE para fazer isso é um empreendedor. Quem tá sossegado no seu emprego, negócio ou profissão e fica parado no tempo, descansado, tranquilo e satisfeito, não vai ter necessidade de expandir a sua pegada no mundo, normal, nem todo mundo precisa, e isso é uma questão de personalidade que muitas vezes não quer ou não precisa mesmo ser trabalhada.

9 - Existe preconceito de empresários self-made com empresários franqueados. Pura idiotice. Que bom que você foi muito foda pra abrir seu posto de gasolina sem bandeira e se manter, alguém pode preferir ser franqueado da Ipiranga e pronto. O mesmo vale pra sanduíche, cosméticos ou outra coisa que você pensar.

10 - Já conheci pessoalmente 4 donos da franquia que quero entrar. Aparentemente estão todos bem, pelo tamanho de suas franquias, número de funcionários, número de clientes e etc. Números. E visitei as lojas. Obviamente não ache que julguei ninguém pelo carro ou pelo relógio pois esse tipo de pensamento é para pessoas imbecis. Até por uma conversa de meia hora dá pra perceber melhor onde aquela pessoa está situada no mundo.

11 - Já é bem sabido que a taxa de sobrevivência de franquia é maior que de um negócio próprio. Os últimos números sobre o mercado de franchising (se você quiser pesquisar, use esses termos no google) são bons, e continuaram bons mesmo com a tal crise. Seus clientes são pessoas, seus funcionários são pessoas, então se você for bom com pessoas, provavelmente se dará melhor do que quem não é, e isso depende de todas as experiências que você viveu pessoalmente ou profissionalmente, incluindo sua educação, os livros que leu, as amizades que teve, os filmes que viu, as viagens que fez, a família e as comunidades em que conviveu.

12 - É preciso ter coragem. A coragem é o motor do mundo. Se você quiser alcançar um patamar de vida superior vai ter que se mexer, pois dificilmente cai coisa boa no seu colo sem você não fazer nada.

Engraçado é que nos últimos quatro anos eu apenas trabalhei, estudei e investi, nunca nem pensei nisso de franquia, muito de longe, nunca tinha lido nada e nem falado com ninguém. O interesse partiu de dentro pra fora num momento em que percebi a oportunidade. Veja por exemplo, o Boticário, é uma franquia enorme, que existe até em cidades de 60 mil pessoas. Agora imagine que você mora numa cidade de 500 mil pessoas e não tem boticário, será que daria certo uma franquia do Boticário na sua cidade? Muito provavelmente sim, se você não for um desastre e tiver o dinheiro para investir.

Agora uma coisa essencial é ser capaz e ter a competência para tocar o negócio. Bem, eu não quero parecer arrogante, mas eu IMAGINO que eu seja capaz. Claro que não tem como saber. Mas responda, para ilustrar, você acha que seria capaz de gerir uma franquia do boticário na sua cidade? Tem que ter vontade de aprender, trabalhar, aprender mais e fazer dar certo.

Quando tudo isso começou a primeira coisa que pensei foi em açaí, pois é algo que consumo com frequência. Aqui no norte as pessoas consomem muito açaí dessas franquias, eu apenas pensei em colocar uma delas num lugar que não tenha, mas foi muito difícil. Todos os supermercados, shopings estão tomados por vários quiosques, sem chances, talvez essa mesma franquia numa cidade que não tenha tantos concorrentes. Mas também você pode comprar direto com fornecedor, comprar a máquina de frozen açaí e começar sua própria marca sem precisar comprar franquia, por isso desisti. Mas o exercício mental foi bem interessante. Enquanto muitas pessoas torcem o nariz pra o sistema de franquias, outras milhares tiram bons lucros e vivem sua vida tranquilamente operando sua franquia.

Após isso comecei a pensar mais no tema, e em mim, na minha vida, no meu ritmo de trabalho, nas minhas expectativas futuras e outras coisas. Essa marca que estou franqueando sempre gostei dela e fui cliente por algum tempo. Daí mirei direto nela porque gosto dela. Não fiquei fazendo pesquisa entre diversas franquias para escolher uma no dedo. E não é que deu certo? Não tem na minha cidade, a concorrência existe sim claro, mas nada que assuste ou inviabilize o negócio, então decidi topar o desafio. Não queria ver a oportunidade passar e daqui a três anos me arrepender, até porque eu acho que é era pura questão de tempo outra pessoa pegar (apesar do lance da exclusividade) pois mesmo tendo uma, pra outro cara querer abrir outra já vai considerar a presença da primeira para concorrer.

Pois é isso pessoal, esse é um assunto novo na blogosfera de finanças pelo menos para mim e pelos amigos que sigo. Quem quiser dar uma olhada melhor no assunto pode começar pelas da lista acima e estudar sem preconceito. Lembrando que associar-se numa franquia é sim comprar um trabalho, ou um tipo de sociedade com uma marca estabelecida de capital fechado às vezes, e somente a franquia é um meio de associação, não é colocar um gerente lá e esquecer, nem muito menos comprar pra colocar a mulher que tá em casa sem fazer nada pra trabalhar

Abraço a todos e boa semana.

Frugal.

17 comentários:

  1. Eu acho uma exploração os contratos, muitas vezes de empresas vagabundas que os tolos compram a franquia por sonharem em ser empresários e ter um orçamento baixo. Pra mim só valem as bem poderosas como Subway, McDonald's... O resto é lixo. Melhor abrir a sua.

    Um ramo interessante que vai se expandir no Brasil é o de depósitos, acredito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CF, fiz todo um estudo sobre a Subway, queria abrir aqui na minha cidade. Desisti. Já foi excelente, hoje ... E observei algumas, movimento fraco, não tem aquele apelo que tinha antes, e achei o preço muito alto. Pra pagar 500K em Subway, eu arriscaria 1M em Mcdonalds de uma vez rsrs.

      Depósito? Construção? Ou banco? Fiquei na dúvida.

      Excluir
    2. Opa Cf e VDC! blz?
      Acho que o CF falou em Self Storage não é?

      Nos EUA é muito bem estabelecido pois o pessoal é tão consumista que a casa não cabe as coisas. Aqui no Brasil não sei.

      É CF, temos mais de 2000 empresas franqueando no Brasil. Tem que ser uma marca muito boa, não adianta qualquer empresa meia bomba.

      Abraço!

      Excluir
  2. Frugal,

    Eu já tive há uns meses atrás "namoro" com uma franquia, Subway, e neste momento que você esta a sua decisão já foi tomada e o seu interior esta 100% otimista, então mesmo que eu apontasse os vários riscos aqui, o grau de positivismo sobre, você não conseguiria entender. É psicológico rs.

    Eu tenho uma dúvida: Se você consegue aportar tão alto, tem um salário tão alto, como vai arrumar tempo pra continuar trabalhando e ainda abrir franquia? Controlar fluxo de caixa, fornecedores, ter que lidar com os problemas cotidianos, estar imerso em questões trabalhistas que terão que ser bastante resguardadas ... Ou seja, é muita coisa.

    Valeria a pena se você fosse largar seu emprego e viver só disto, mas abrir pra continuar da mesma forma, sei lá, com seu aporte eu iria mesmo na moderação, renda fixa, tranquilo, surfando na renda passiva.

    Abraço e sucesso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mestre VDc, eu não tenho salário alto, eu ganho por produtividade, o que inclui uma carga horária muito alta, mas muito alta é alta mesmo, é tipo 120h por semana. Eu não ganho o salário 3x maior que uma pessoa, eu apenas trabalho por quase 3 pessoas.

      No começo vou me dedicar um pouco mais, tipo uns 3 dias na semana e algumas noites tipo 19-22h, alguns horarios dá pra conciliar. Não tem estoques, é um setor de serviços, o fornecedor eh a própria franqueadora.

      Tem franqueado que tem 8-10 lojas em várias cidades diferentes. Então não preciso ficar atrás do balcão o dia todo.

      Também boa parte do trabalho dá pra fazer pelo PC e pelo telefone, então do meu outro trabalho eu vou estar trabalhando nos assuntos da franquia kkkkkk

      Também estou cogitando uma sócia mas isso ainda não decidi mesmo.

      Mas vamos vendo isso aos poucos.

      Abraço!

      Excluir
    2. Outra coisa vdc, vc acha que abrindo uma da subway vc iria parar de fazer o que vc jah faz? Acho que nao. A maioria das franquias o dono nao estah dentro, deve passar uma ou duas horas por dia e pronto, ou entao vai com frequencia irregular. Subway certeza que nao vao. Tem uns macdonalds gigantes que tambem nao. Nao precisa dar expediente na franquia, a nao ser que o cara esteja mesmo desempregado e queira economizar um empregado. Com um gerente que saiba organizar as coisas que vc falou, ele faz e o dono supervisiona e interpreta. Qnd quiser fazer uma reuniao com todo mundo marca e vai lá ou entao vai falando de um por um mesmo e delegar tarefas a todos, ligar todo dia varias vezes no dia. O software coloco no meu pc tambem. A franqueadora dah treinamento para a equipe e para mim, entao tem essa parte educacional que falei tambem, e tem o risco de dar certo de verdade e o negócio engrenar. Tenho algums amigos e conhecidos que tem franquias, nunca falei com eles sobre isso, mas eles tocam a vida normalmente em suas outras profissoes. Um tem da kopenhagen em tres lugares diferentes e praticamente faz todo o trabalho dele apenas em casa. Enfim, se vc fez o estudo e acha que dah certo o unico jeito de saber eh passar pra prática. A gente pode teorizar eternamente mas nunca vai ser a mesma coisa. Abraço!

      Excluir
    3. Frugal, apenas escolha com muito cuidado o "gerente". Tenho alguns amigos empresários e não é raro eles reclamarem dos funcionários e que ficam na empresa mais tempo do que gostariam, pois se deixarem, só fazem m*rda lá dentro. Eu acho que esse cuidado que o VDC disse, passa por isso também. É difícil confiar plenamente, ao menos no início, em alguém con tanta responsabilidade. E é claro que a qualidade da pessoa está diretamente relacionada ao salário que vc quer pagar.

      abraço!

      Excluir
    4. Fala Frugal, André,

      Penso sempre no ditado “É o olho do dono que engorda o gado”.

      Quando pensei em franquia, minha ideia era colocar alguém de muita confiança para ser a gerente (minha esposa), logo, eu sei que ela estaria ali trabalhando por mim e por nós mesmo.

      Contratar um gerente? Mesmo pagando bem, ele não é o dono ... A responsabilidade é toda sua.

      Se você não tiver um “braço direito” para tomar conta para você, ainda mais por envolver mais funcionários, será muito difícil.

      As pessoas que tem mais lojas é por que “pegaram o jeito” e aprenderam como lidar com novas lojas.

      É a mesma coisa pra mim começar uma nova obra, eu já aprendi “errando” como fazer, então vai mais fácil.

      Sócio? Não recomendo ... É difícil dar certo sociedade, ainda mais se você entrar com o dinheiro e a pessoa com o serviço, ou com menor capital (receita das brigas).

      Pelo menos no primeiro mês o ideal seria você ter férias do serviço atual e conseguir dedicar 100% ao novo, para deixar tudo no jeito ...

      Abração e sucesso aí, vai ser difícil mas você conseguirá superar os obstáculos!

      Excluir
    5. Faltou uma ponto final no "pra mim. cmeçar ... Sem ele seria "pra eu começar" rs

      Excluir
  3. Frugal,

    Muito bom seu post. Um dos meus objetivos é abrir minha academia, porém também estou analisando se abro como franquia ou própria. Hoje em dia é muito difícil concorrer com as grandes, como Smart Fit. Também penso na possibilidade de abrir fora do país, onde no quesito burocracia seria muito melhor e impostos "justos".

    O que nao podemos ter é medo, temos que acreditar ou ao menos arriscar, claro que com uma analise e estudo prévio. Parabéns e te apoio.

    Um brasileiro na Arabia,
    http://brasileironaarabia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Frugal, que post excelente ! Tinham vários pontos que nunca nem tinha pensado e comecei a pesquisar e vi que são muito válidos, principalmente a parte da educação e treinamento. A maioria das franquias cobram ou está incluso na taxa da franquia esse treinamento que muitas vezes não é só técnico e operacional, também engloba a parte gerencial e vendas já que eles querem que o seu negócio dê certo também pois vão ganhar com isso e precisam manter a reputação deles.

    Há vários tipos de franquia, não só as que tem loja física, existem franquias on-line e de serviços com valores bem acessíveis.

    Espero que dê tudo certo pra você!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Dependendo do tamanho da cidade abrir franquia de estética dá dinheiro, um amigo meu montou sua propria estética e ele virou o franqueador !!! a mulherada gosta destas coisas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. franquia de depilacao tb, limpeza de pele, peeling...

      Excluir
  7. interessante esse post,tenho pesquisado muito sobre também... vale correr o aprendizado!

    ResponderExcluir
  8. Grande Frugal! Sempre empreendendo!

    Antes de mais nada, sucesso na empreitada que está iniciando e vá nos contando como está sendo a experiência.

    Bom, como a maioria que não para quieto, eu também já estudei sobre franquias. Tenho emprego e seria algo extra mas todos esses quesitos colocados pelo VDC e outros vieram a minha mente e desisti.

    O negócio de franquias é ruim? Certamente não caso contrário não existiriam tantos. Também tenho amigos que tem franquias inclusive de cacau show e as esposas é que tocam o negócio pois eles não largaram o emprego.

    No meu caso não vale a pena. Para abrir uma franquia acho que o dono tem que ficar de olho. Meu perfil é de analisar o funcionamento, procurar melhorar o sistema, procurar por pequenos detalhes que diferenciam meu negócio dos demais, fazer estatísticas para saber qual o horário de maior movimento, dia de maio movimento, produto mais vendido, opinião dos clientes, página na internet e redes sociais, tudo isso eu gosto de controlar e saber e isso tomaria todo meu tempo.

    Não conseguiria abrir uma franquia e deixar na mão de alguém e seguir meu trabalho porque estaria o tempo todo pensando em algo para melhorar. Já tive uma lojinha virtual no Mercado Livre e vendia muito bem, parte do dinheiro investido que tenho hoje veio de lá e eu era um excelente vendedor por embalar bem e postar rápido além de bom preço e resposta rápida quando de uma pergunta no produto. Tudo isso eu fui analisando os comentários e perguntando aos compradores o que poderia melhorar.

    Franquia tem problemas e soluções mas custam caro. Você tem todo o aparato pronto, engessado. Tem as propagandas em revistas, tv, outdoor e outros veículos de comunicação, tem treinamento, recrutamento, padrão de atendimento e etc mas isto custa e muito. Tem franquia que cobra até 15% do rendimento BRUTO para isso tudo, ou seja, lá se vai grande parte do seu líquido.

    No meu caso prefiro deixar a grana rendendo em diversos tipos de investimentos pois so me tomam o tempo que quero que me tome. Estudo e leio quando quero e até mesmo onde quero. Recentemente estive de férias na praia na Europa e nem por isso deixei de ler as noticias e ver como andava o mercado. Era até engraçado eu com iPad embaixo de um guarda sol olhando para o mar do Egeu, bebendo um aperol spritz e comprando e vendendo ações kkkkk.

    Mais uma consideração. No seu caso Frugal, tenho certeza eu você tem um plano B e não estará empenhando todo seu dinheiro nisso, então caso dê errado você ainda tem seu emprego e sabe investir bem e logo recupera a perda mas tem muita gente que coloca tudo o que tem e ainda faz dívidas para ter uma franquia.

    Mais uma vez, boa sorte meu amigo.

    ResponderExcluir
  9. poo pensei que você tinha parado de escrever , alias esse é o frugalsimple ne ? li o seu blog inteiro.... ai depois mudou para inglês, e não saiu mais nada lá....resumindo borá atualizar o conteúdo...
    empreendedorismo é um pensamento que eu tenho também.. nunca pensei em franquia.. mais vou dar uma lida nesse material..

    ResponderExcluir