Translate

domingo, 16 de abril de 2017

Quer ficar rico? Invista na sua família!


Olá amigos, hoje estou com um tempo livre, dormi a tarde toda, tomei dois copos de café agora e me animei pra fazer esse post que já faz um tempo que estou devendo.

Dia desses postei aqui que minha despesa mensal era algo em torno de R$9 mil reais.
Claro que a galera caiu de pau em cima: "Ah é frugal e gasta R$9 mil mensal? Seiiiiiiiiiii"

Sim amigos, dentre as explicações falei que desses 9k, R$1650 eram doações e 95% disso é pra minha família (pai e mãe, e eventualmente irmãos)

Ou seja, meu gasto mesmo é de R$ 7350, com imóvel próprio e carro quitado.

Como vocês sabem, a taxa atual de divórcio no Brasil é de 50%. São milhões e milhões de crianças que crescem em casas desestruturadas sem pai ou mãe ou ambos dentro de casa. Se você teve a sorte de ter sido criado num bom ambiente familiar com pai e mãe juntos e unidos dentro da mesma casa, não sabe a sorte que teve/tem por isso.

Quando meus pais se separaram a renda baixa da casa desabou ainda mais e as coisas pioraram muito, quase sempre quando tem divórcio numa família pobre a renda pra todo mundo cai, é impressionante. Claro, se moravam 5 pessoas numa casa e agora temos 5 pessoas pra duas casas, alguém vai ter que pagar pela segunda casa (aluguel + contas). Certa feita quando as coisas conseguiram piorar ainda mais tínhamos 5 pessoas em 5 casas (todas horríveis por sinal) e/ou então morando de favor na casa alheia, o que piora tudo.

Numa família com 5 pessoas que moram na mesma casa, todos podem trabalhar, ajudar, melhorar a casa, a mobília, a comida, as contas e etc. Na medida que algumas pessoas saem da casa e a renda total do grupo permanece a mesma, piora para todos, esse é o primeiro conceito, o padrão de vida cai para todos, e quando um padrão de vida cai para uma criança isso é horrível pois ela perde acesso à uma melhor educação/colégios/esportes/inglês, boa parte disso vai pro saco, para mim tudo foi pro saco e fui parar numa escola pública de centrão de cidade, centrão bem centrão mesmo, de barraca na rua, 80 ônibus na rua de uma vez, muita gente lotada que faltava até calçada pra pisar.

Mas por que falo isso? Não apenas de mim e nem por mim, estou só exemplificando uma realidade. Famílias desestruturadas quase que fatalmente levam todos à ruína e pobreza para sempre, pois as crianças sem educação não vão poder se ajudar no futuro, e nem ajudar aos pais e muito menos aos próprios filhos (que nem deveriam ter, mas terão por serem ignorantes), são as contingências da vida.

Por um acaso do destino e depois de muita luta, sangue e suor, eu e meus irmão conseguimos superar a pobreza, cada um do seu jeito, uma empreendendo, um funcionário público, e eu que sempre fiz muitos bicos e dou meus pulos até hoje. Pra vocês terem uma idéia, meus pais até hoje não tem casa própria e nem vão ter, vão morrer pagando aluguel (os filhos pagando na verdade). Meu pai ainda teve mais outros filhos fora do casamento e já está casado com outra e com mais filhos. Então olha só essa espiral de pobreza e ignorância sem fim.

Mas Frugal quer explicar o post? Como assim investir na família?

Pessoal, família não é brincadeira. Sabem um povo que gosto e admiro muito? O povo judeu.
Todo mundo sabe que faz uns 4 mil anos que esse povo sofre um perrengue danado pra ter um teto e parar de serem aporrinhados, e por isso onde chegam trabalham e poupam muito e mantêm as relações familiares. De fato as taxas históricas de divórcio entre judeus sempre foram mais baixas do que as de católicos, evangélicos e ateus. Hoje em dia estão em 30%, o restante da população de católicos, evangélicos e ateus está acima de 50% sem diferenças significativas entre os grupos.

Um provérbio judeu que gosto muito é "Se sua família está bem, você está bem". É uma frase profunda. Pense bem sobre ela, anote. Não adianta se esconder da família ou dos problemas familiares, uma hora a conta vai chegar.



Quando eu falo "Investir na família" o que você pensa? Jogar dinheiro pra cima pros familiares pegarem? Não, nada disso.

Primeiramente vamos deixar claro uma coisa aqui, pra mim família é uma coisa mais nuclear, meus tios e primos distantes não me impactam muito, faça o que fizerem na vida deles. Pra mim, minha família é pai, mãe e irmãos (que foram criados comigo). Ponto. Não sou daqueles que vai se formar ou casar e chama 300 pessoas da família que vê uma vez no ano ou nem isso.

Segundo, pense muito bem antes de construir uma família, antes de casar, antes de ter filho (ou ter MAIS FILHOS), ou pense muito mesmo antes de separar.

Se for casar, case com uma pessoa mais ou menos do seu nível intelectual, que tenha seus valores, que pense como você e que lhe apóie nos seus planos, que não seja consumista, que não valorize muito coisas fúteis e supérfluas. Montar uma família com uma pessoa dessas vai ser uma trabalheira danada e virão muitas brigas por causa de dinheiro.

E por falar em dinheiro, homem pode deixar de ganhar dinheiro, pode quebrar, pode ficar desempregado, e carro e apartamento que não são dele e sim do banco, podem ser tomados. Mulher bonita pode ficar feia, a gostosa de hoje pode ser a baranga de amanhã. Então se casar por dinheiro ou por beleza pode ser uma bela receita de divórcio.

Quanto mais tempo você demorar pra casar mais o casamento pode resultar numa união duradoura, quem casa cedo separa cedo, e quebra cedo. Quanto mais você adiar filhos, mais recursos vai ter para educá-los (isso se poupar antes), quanto mais filho você tiver, mais eles vão competir uns com os outros pelos seus recursos escassos (se você tem um filho às vezes dá pra colocar na escola privada, se tem dois ou três filhos fica mais difícil, e o que dizer do judô, inglês, intercâmbio e etc...)? Fica tudo bem mais difícil. Filho não é uma dádiva, nem é um presente da natureza, até tartaruga faz filho, a natureza lhe é indiferente e nem quer lhe agraciar com nada, filho é um fenômeno natural resultante de encontro de gametas. Filho é uma puta responsabilidade e um puta compromisso de vida pessoal, profissional, conjugal e financeira. É uma pena que a imensa maioria das pessoas não se dê conta disso e tenha filho igual à gato. Mas essa é a nossa realidade e temos que trabalhar com ela.

Mas Frugal, como vou investir na minha família?

Antes de tudo, só monte uma se quiser E PUDER,  sabendo que vai ter um dever e um compromisso sério. Família, assim como muita coisa na vida, não é pra todo mundo, você pode ser um porra louca no mundo solteiro a vida toda e ser feliz mesmo assim, ninguém é obrigado a constituir família, você também não precisa casar pra fazer sexo. Homem que trabalha e tem dinheiro pode namorar e fazer sexo, ou então pagar por isso. E pra mulher é mais fácil ainda, embora seja sempre complicado as importunações sociais de ser solteira e transar com quem quiser, mas no nosso mundo e a verdade seja dita, é sempre mais fácil pra uma mulher arrumar uma transa do que para um homem.

Depois disso, faça uma coisa simples, seja fiel à sua esposa ou marido. É bem simples. Se casou ou teve filho, seja fiel. É assim que funciona a nossa cultura. Se não quiser ser fiel não precisa casar, dá pra ter 18 namoradas. Se tiver filho, certifique-se de ter dinheiro para provê-lo com o básico, educação privada, saúde privada, moradia, vestuário e lazer. Lembre-se que ninguém é obrigado à nada, nem a namorar você é obrigado (estou falando no masculino pois 90% dos leitores do blog são homens).

E por quê você vai investir no seu filho? Vai pagar colégio bom pra ele? Sim, porque se ele não der certo na vida você vai terminar com um marmanjo de 40 anos, barbudo, gordo e comunista na sua casa tomando a sua cerveja, comendo a sua carne e pedindo pra você pagar o plano de saúde dele e a pensão alimentícia do seu neto, senão ele vai preso. Quando você não investe bem na educação do seu filho a conta no futuro vai chegar pra você, vai ter que sustentar a nora, os netos e o vagabundo que você criou mal-criado vai fazer uma casa acima da sua (um primeiro andar) ou uma casa no seu quintal pra lhe aporrinhar até o fim dos seus dias. Então falando bem egoísticamente, invista bem no seu filho pra que ele tenha uma renda boa no futuro e não precise ficar lhe pedindo dinheiro ou sonhando com o dia da sua morte pra ele ganhar a herança (eventualmente eles aceleram esse processo).

"É Frugal... eu tenho dois sobrinhos na escola pública, eu não tenho filhos, eu poderia pagar uma escola pra eles pelo menos..."

Pague. Sobrinhos quando vão mal, seus irmãos irão ficar lhe pedindo socorro depois, ou dinheiro, ou podem simplesmente deixar os filhos deles com você, e pior, numa fase tardia da vida. Escola num instante acaba, pra quem vai viver 80 anos, pagar 15 anos numa boa escola pra ser gente a vida toda até que nem está tão ruim assim.

Seus pais idosos: Se não se deram bem na vida quem vai ter que sustentar é você (como é o meu caso). Muitas vezes não tem mais como investir nos seus pais para que eles tenham mais autonomia, dependendendo da idade e da limitação deles, mas você pode ajudar com conselhos, livros, mudanças de hábitos de vida, dando o exemplo, montando um pequeno negócio pra eles, pagando alguns cursos, ou mesmo uma academia, uma hidroginástica, enfim, melhorar a qualidade de vida dos seus pais para que eles fiquem bem e você também se sinta um pouco melhor, afinal de contas a vida não é só juntar dinheiro na bolsa de valores, você tem que prover quem ama e isso é fato, você não vai deixar a sua mãe ou o seu pai passar fome não é?

Eu pago financeiramente pelos erros dos meus pais até hoje e até a morte deles. E isso pra mim já foi uma grande lição de vida e de finanças. Lembre-se que seus filhos podem não ter dinheiro para pagar pelos seus erros e na verdade é bem provável que não o tenham nunca, então se você errar muito hoje, pode morrer miserável na sarjeta daqui a algumas décadas, abandonado e sujo tal qual um cachorro de rodoviária.

Investir na união da família, na formação educacional dos filhos e/ou sobrinhos pode lhe economizar muito dinheiro no futuro. Oriente seus irmão sobre anticoncepção, oriente seus sobrinhos, seus filhos, faça-os usar camisinha, DIU, pílula e o que for, não deixe um adolescente ser pai ou mãe na sua família, todos poderão sofrer consequências brutais por causa disso. A gravidez na adolescência é um dos males da humanidade. Não tente impedir os outros de transar, além de não conseguir você só vai fazer papel de idiota, porque as pessoas transam, mesmo a sua filha de 15 anos ou o seu filho transam nessa idade, é melhor orientar e checar o método anticoncepcional.

Pode parecer piegas mas vamos lá, pelo menos pra você não dizer que ninguém nunca lhe disse:

1. Só case com alguém que vá somar na sua vida. Quanto mais adiar melhor. Pra ter filhos tenha reserva financeira e condições de criar. Se só tem dinheiro e tempo pra criar um, só tenha um.

2. Se casar seja fiel e trabalhe para o bem estar do casamento. Estudos mostram que a maioria dos milionários americanos permanecem casados, divórcio é causa de prejuízo e quebradeira. Lembre-se de Warren Buffet, do Luis Stuhlbeger, do Flavio Augusto, caras fodas, ricos, bem casados e casados com a primeira esposa, sempre.

Ah mas pq ser fiel? Não posso dar uma escapadinha?

Amigo, eu falo pra ser fiel, pq quanto mais infiel maior vai ser a possibilidade de ser descoberto e o casamento acabar. É tudo uma questão de estatística, não lute contra a bela matemática. E se você for homem e a mulher provar no tribunal que você foi infiel, você está totalmente lascado, e se a juíza for mulher você vai sair só de cuecas pra morrer de beber cerveja barata na rodoviária velha da sua cidade e tomar uma facada no final. Tenho colega que só de falar na perda do patrimônio começa a chorar feito uma criança. Se você quiser ser infiel e tentar a sorte, muito boa sorte, uma simples TRANSA pode custar milhares de reais, anos perdidos da sua vida de trabalho, sem contar a moral que você perde na frente da família toda e dos colegas de trabalho, e dos filhos... se você destruir sua casa por causa de uma transa e seus filhos souberem disso, reze pra eles lhe perdoarem, alguns nunca perdoam.

3. Se puder pagar uma escola boa ou cursinho pra sobrinhos e filhos pague. Educação não é gasto, é investimento. Eles sempre lhe serão gratos. Certifique-se de que seus irmãos não terão mais filhos. Se possível leve eles ao médico para vasectomia e ou implante de DIU ou laqueadura de trompas, o que for. Não ajude a quem não se ajuda e nem lhe obedece. Não precisa ser otário. As pessoas que recebem favores devem aprender a retribuir e à obedecer.

Pode parecer idiotice nesses tempos pós modernos e ultrassexualizados, mas você sabia que pode ser feliz sendo fiel, tendo filhos amados, bem criados e que lhe amam e lhe respeitam e ainda ter milhões em investimentos e viver bem pra sempre? Pense nisso!
É duro saber disso, mas o mainstream hoje em dia quer ver famílias destruídas, corrompidas, despedaçadas. Você tem que resistir à isso. Use sua inteligência, sua escolha consciente, sua mente, sua vontade própria e sua lógica financeiro-matemática para pesar risco x retorno de certos eventos. Nunca se perca de sua racionalidade. Quando você abandona o seu EU racional você está liquidado.


Grande abraço,

Frugal.

P.S.: Não sou judeu, nem católico, nem evangélico, nem nada, pra falar a verdade não acredito em nenhum tipo de deus nem em nada sobrenatural, só que certas coisas não precisam estar escritas em livros religiosos para fazer sentido.

22 comentários:

  1. Concordo em gênero, número e grau. Tenho dois sobrinhos que tiveram filhos na adolescência. Quando fui tentar aconselhar, tive que ouvir o clássico "cuida dá sua vida". Hoje estão aí: sem estudo, em subempregos, e ainda por cima torrando o que não tem com roupas de marca, acessórios, e também, roupas hiper caras para os filhos. Esses dias eu soube por um outro sobrinho, que estão com nome pra lá de sujo, mas querem "manter a pose". Estou só, e estou bem. Ante só do que mal acompanhado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso ae Anon.
      Melhor só do que se juntar com quem não presta e afundar mais ainda.

      Excluir
  2. Concordo com tudo, inclusive tenho um post chamado "sobre família - meu post mais importante" que logo vai sair falando algo parecido e agorra vou ter que adiantar rsrs.

    Hoje eu penso que não só se pode ser feliz com o que você descreveu mas é o único modo de ser verdadeiramente rico.

    ResponderExcluir
  3. Excelente post Frugal.
    Antes até pensava em ter filhos, mas não quero mais. Não tenho saco para educa-los.
    Meus parentes são todos pobres, alguns procuram crescer, mas a maioria só querem saber de farra. Ainda bem que minha família é bem estruturada, cada um está procurando crescer na vida.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Cowboy, é isso aí. A gente nao tem obrigacao de nao ter filho se nao quiser, inclusive tem mt gente mt feliz sem filho. Tambem tem suas vantagens. Abraço!

      Excluir
  4. Frugal sempre trazendo textos edificantes em nossas vidas! Obrigado pelos conselhos meu amigo, estou acompanhando o blog.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. O problema de ajudar os outros esbarra nessa frase "Não ajude a quem não se ajuda e nem lhe obedece". A geração que está aí perdeu o respeito e gratidão pelas pessoas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Carvalho, se o pessoal não dá o braço a torcer e não quer mudar não tem como ajudar, vc só fica perdendo tempo, energia vital e dinheiro jogando tudo num buraco negro. Quem não tem respeito, humildade e gratidão nem merece ser ajudado, essa é que é a verdade.

      Excluir
  6. Concordo e tenho que deixar meu elogio ao texto.

    Bom demais Fruga!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu VDC, são os pensamentos que a páscoa trouxe.
      Abraço!

      Excluir
  7. Concordo plenamente com o texto,

    Tanto eu quanto minha mulher viemos de uma família bem estruturada onde impera o carinho e respeito mútuo. Não temos filhos, mas se decidirmos ter filhos, teríamos somente um.

    Não tinha parado para pensar o quão privilegiados nós somos. Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc são sim Aportador, fico muito feliz por voces dois. Vc não tem idéia do quanto é ruim ter vivido em família desestruturada, e pra piorar isso tá virando a regra. Certamente vocês tem uma chance de no longo prazo serem adultos mais saudáveis e responsáveis. Abraço e Feliz Páscoa!

      Excluir
  8. Frugal, nossa família é tudo, é nosso sustentáculo!

    Muito bom o texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu MP! É muito importante que a gente defenda a família, a instituição família. Um abraço!

      Excluir
  9. Você esta certo. Devemos perpetuar o futuro dos nossos genes de forma harmoniosa. Poucos blogs tocam neste assunto de forma tão esclarecedora como você fez. A paternidade é uma oportunidade de redenção, quando levada a serio e a longo prazo. A maioria dos homens perderam o senso e hábitos que moldam filhos (a) felizes e bem sucedidos na vida. Dão tablet ao invés de livros. Dão passeios no shopping ao invés de cavalos. Dão videos games ao invés de ensinar a paquerar e conquistar. A família geral brasileira se esfacelou e ficou pobre, similar as novelas da globo. Não é atoa que este pais é uma bosta cheio de gente que merece ser partida ao meio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Jaguar, é bem por aí mesmo. A gente tem que fazer o que pode pra manter nossa família bem e unida.

      Excluir
  10. Frugal,

    Muito bacana sua postura para com sua família. Você é um exemplo a ser seguido. Aliás, eu já venho tentando seguir nos últimos oito ou nove meses e doando à MSF. Espero que, futuramente, também possa copiar o teu exemplo com minha família, rs.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu PM! Obrigado pelas palavras e também por tornar-se um doador de MSF. Vida longa pra você e sua família!

      Grande abraço!

      Excluir
  11. Excelente texto, muito bom mesmo!
    A família é a base das nossas civilizações. As grandes civilizações hj em dia (as que conseguiram sobreviver ao teste do tempo), todas, tem esse núcleo familiar como elemento primordial. E isso independe de religião. Tendo isso em mente, e vendo todo esse processo de destruição da família no ocidente, é impossível não, pelo menos, imaginar que existam "forças" que veem esse processo como necessário para algum tipo de mudança. E por causa dessas "forças", os brasileiros esqueceram seus valores familiares. Por sorte minha família (primos, tios, etc.) ainda é bem unida. Mesmo sendo grande, ainda temos um bom relacionamento. Minha relação com pai, mãe e irmão também ainda é bem forte e quero mantê-la assim.

    Ótimo texto!

    ResponderExcluir
  12. Cara sei lá para que você quer ser rico, mas tomara que seja para uma vida completa como são seus textos. No entanto com esse vou discordar pela parte emotiva que me compete e com a qual tenho muito mais experiencia que você. Sim sua formula é comprovada por minha historia, mas o fim depende, sei lá, ser rico é bem mais que só ter IF.
    Tive meu primeiro relacionamento estavel aos 17 (viver sob o mesmo teto)bom a idade não ajudou, aos 19 casei-me oficial e religiosamente aos 20 primeiro filho, aos 22 veio ao mundo minha princesa, aos 26 a primeira crise e aos 29 o divorcio consumado, aos 30 o terceiro relacionamento estavel, aos 33 o quarto relacionamento e casamento civil, aos 35 o quinto relacionamento que mantenho até hoje. Nossa foi só ferro, olha pode se dizer que sim, mas cara to vivo, to bem e vivi o que muita gente cheia de grana só vai viver pagando por isto. Meu filho fez 17, minha filha 15 (enfrentamos uma leucemia linfoide aguda com ela aos 9 anos), hoje honestamente sobra grana mensalmente aplico (não sou tão imprudente quanto aponta meu historico) e o resto bom, educação; esportes e o item lazer são despesas que considero positivas no meu balanço mensal. Ser rico é para mim bem mais que mesa farta, e dinheiro de sobra, ser rico é ter historias que você viveu para contar aos seus descendentes no futuro, então é bom tê-los logo, porque a vida é isso energia pulsante visando a continuidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendi onde sua história discorda com o ponto central do texto. Sinceramente, se vc gosta dos seus filhos, invista neles. Não deixe eles repetirem as mesmas cagadas que vc.

      Vc se contradiz, ao mesmo tempo que conclui coisas que não tem sentido nenhum qdo aplicadas ao texto.

      "Sim sua formula é comprovada por minha historia (aqui vc concorda com o texto), mas o fim depende, sei lá, ser rico é bem mais que só ter IF (aqui vc fala algo que não tem nada a ver. Inclusive o texto passa essa ideia, de que ser rico é bem mais que ter dinheiro)."

      "Ser rico é para mim bem mais que mesa farta, e dinheiro de sobra, ser rico é ter historias que você viveu para contar aos seus descendentes no futuro, então é bom tê-los logo, porque a vida é isso energia pulsante visando a continuidade."
      É este tipo de pensamente que alimenta a espiral da pobreza. A solução está lá no texto (inclusive em negrito): "Antes de tudo, só monte uma [família] se quiser E PUDER, sabendo que vai ter um dever e um compromisso sério."

      Excluir