Translate

terça-feira, 21 de março de 2017

Trabalhar é melhor do que ganhar dividendos

Poster do novo filme da musa do blog: Miss Sloan.
Você já reparou que Bill Gates ainda trabalha? Que Warren Buffet ainda trabalha? Que o Zuckerberg ainda trabalha? Você tem idéia de quantas décadas o lendário Peter Lynch trabalhou antes de se aposentar? Você tem idéia do quanto o Elon Musk trabalha?
Aliás você já procurou ler biografias de milionários? De bilionários? De caras MUITO FODAS em suas áreas? Todos eles estudaram pra caramba, continuam trabalhando, estudando, criando, produzindo, viajando e etc. O patrimônio e a renda deles passou a ser um mero detalhe em suas vidas.
Você acha que o Abílio Diniz, o Roberto Marinho (finado), o Jorge Paulo Lemann, dentre outros empresários gigantes do Brasil atingiram um patrimônio mínimo e a partir daí pararam de trabalhar, de conquistar coisas, de escrever seus nomes na história?
Eu dirijo muito pra trabalhar. E invariavelmente é um momento que penso muito na vida. Eventualmente estou escutando um podcast em inglês ou um ebook no som do carro, ou estou em silêncio pensando na vida. Eu sei que outros blogueiros amigos aqui podem me criticar por pensar que a LF não é o final (e DEVEM) mas eu fico pensando:
Será que essa coisa de lutar para atingir apenas a LF não é uma mediocridade?
Por que a gente não pensa em fazer cada vez mais e mais projetos, se lançar a desafios maiores, ganhar mais e subir mais nas nossas escalas corporativas do que apenas se concentrar em economizar, aportar e investir? Talvez se você colocar a LF como um ponto do caminho na sua vida e não o FINAL do caminho você a atinja muito mais rápido, a LF é apenas uma consequência do conjunto da sua obra, das suas ações, dos seus projetos. Se você se tornar o melhor na sua área e fizer alguns trabalhos, escalar algumas posições na empresa ou mesmo sendo free-lancer você vai decolar MUITO RÁPIDO.
Tem muito profissional por aí que quando se destaca ganha muito dinheiro. Veja o caso de escritores que viram best seller, grandes escritórios de advocacia, de arquitetura, de marketing, até mesmo uma clínica top de Odontologia ou Cirurgia plástica com os profissionais um pouco mais destacados de uma cidade faturam muito. Tem advogado que ganha 50 mil numa ação, 100 mil, 500 mil… E quanto aos profissionais liberais, quanto mais o tempo passa e com a devida atualização mais eles ganham, pois o tempo e a experiência andam do seu lado e aí vem os cargos de gerência, de diretoria, de conselheiros, de chefias e tudo o mais.
Às vezes penso tanto em me livrar logo de pagar minhas contas básicas com meu trabalho que me esqueço de que o meu próprio trabalho é que é o epicentro de todos os problemas e soluções da minha vida, e que graças a ele foi que consegui prosperar e ter alguma coisa, e não graças a NENHUM INVESTIMENTO. Talvez eu não seja mesmo bom em investir.
Menos de 10% de todo o meu patrimônio atual veio de meus investimentos. O trabalho foi quem me deu 90% do que eu tenho. E pra falar de rentabilidade, eu consigo ser PIOR do que a poupança desde sempre, e como ainda sou muito burro e iniciante nisso tudo apesar de já saber muitos conceitos, na prática é meio difícil trabalhar esses conceitos.
Eu poderia estar com o triplo ou quíntuplo do meu patrimônio atual se tivesse emigrado no fim de 2012, e estivesse ganhando em dólar desde então, o que me impediu de emigrar foi estar totalmente ZERADO nas contas, ter um inglês meia boca, não ter estudado isso melhor e ter me programado melhor. Fora que minha vida pessoal estava uma bagunça, estava solteiro, querendo iniciar um namoro à distância e sem saber direito o que o outro ano me aguardava. Como eu disse é difícil se planejar na vida, pois as coisas nem sempre dependem apenas de você, são centenas de variáveis atuando o tempo todo.
Então por quê esse título do post?
Bem por que pela minha parca experiência eu já vi que esse negócio de dividendos é uma coisa muita vaga e imprecisa, a remuneração do seu patrimônio nem sempre vai ser justa e mesmo assim varia muito, e lhe ajuda MUITO POUCO a conquistar MAIS PATRIMÔNIO e consequentemente MAIS RENDA. Ahhhh mas tem os juros compostos! Tem sim! No longo prazo! Bem LOOOOOOOOOOOONGO prazo mesmo. Quem ganha pouco e investe pouco terá que esperar duas décadas ou três décadas pra usufruir dos juros compostos e ter um aumento considerável de patrimônio. Mas veja bem, não é pra lhe desestimular que falo isso É PRA LHE ESTIMULAR MAIS A INVESTIR EM VOCÊ MESMO, no seu trabalho, no seu negócio, nas suas habilidades e no seu talento.
Vou lhe dar um exemplo prático:
Eu tenho uma grande amiga que é psicóloga, ela sempre foi a mais estudiosa da turma, SEMPRE, melhores notas, melhores livros, passou bem colocada numa federal e se formou com louvor. Depois que ela se formou passou num concurso público até bom, já fez mestrado, doutorado e etc… Hoje em dia ela é funcionária pública e também dá aulas em duas universidades, uma vida bem tumultuada no dia a dia. E apesar dela ganhar bem queixou-se comigo de que ainda estava insatisfeita de trabalhar de manhã, tarde e noite com tudo que ela sabe e fez pra ganhar o que ainda ganha.
Eu perguntei: O que você faz no fim de semana?
Ela: Descanso, vou pra praia, cinema, barzinho, shopping, saio com as amigas, durmo…
Foi o que falei lá atrás, ela tem 48h LIVRES no fds pra produzir e trabalhar e gasta todo o FDS de lazer. Eu não acho que o FDS foi feito para o lazer, eu sempre pensei assim. Eu prefiro trabalhar os 7 dias. Essa coisa de fds de lazer é cultural do brasileiro. Eu tenho um objetivo de atingir logo certo patrimônio até certa idade, então pra mim não dá, nem estou disposto a sacrificar meus ganhos do fds pra gastar com lazer e ficar à toa, mas isso sou EU. EU. E não sofro por isso, não sou estressado, não acho que estou me matando, me consumindo, nada. Pra mim já é normal e natural trabalhar no fds. E estou MUITO TRANQUILO quanto a isso pois sei o que ganho e o que perco com isso e pra mim compensa, e sou animado no trabalho, lancho, peço delivery, jogo conversa fora, tomo cafés e mais cafés, eu sou uma pessoa sociável, pra mim é melhor do que estar em casa (até porque como vocês sabem eu não moro na minha cidade natal, estou longe de amigos e família, então o pessoal do trabalho é a minha companhia mesmo, de fato.
O detalhe é que essa minha amiga era professora de inglês desde que era adolescente e também durante a época da faculdade, ela tem todas aquelas certificações fodonas de provas de inglês. Eu falei pra ela procurar alunos e oferecer serviços de aula particular de inglês pelo menos no sábado. Hoje ela me ligou e disse que já está com 4 alunos pro sábado totalizando 6h de aula por sábado, e nem quer mais alunos, e está cobrando 100 reais a hora da aula, ou seja, 600 reais limpinhos todo sábado, dinheiro na mão, sem nota, nem imposto nem nada apenas pra fazer o que ela já faz com louvor. E ainda poderia aumentar mais isso com aulas no domingo ou colocando 2 alunos ao mesmo tempo cobrando R$75 de cada um e assim ganhando R$150 na hora.
R$2400 reais mensais em cima da habilidade dela, da educação dela e da necessidade perene que centenas de pessoas têm de aprender inglês num mundo globalizado. Bem, com isso ela aumentou a renda em mais de 20%. Obrigado, de nada. Só esses R$2400 reais já é o salário que 90% da população brasileira não ganha trabalhando 40h por semana no setor privado.
E ainda dá pra sair na noite do sábado (balada e barzinho), dormir até tarde no domingo, e revisar as coisas de estudo e trabalho na tarde de domingo e ver um filminho no fim da noite e/ou dormir cedo.
Ou seja, você que era melhor ela apenas investir uns 5k por mês da renda dela pra tentar se aposentar um dia por conta própria ou atingir a LF e meter a cara e ganhar mais R$2400 por mês utilizando 4 sábados que antes eram totalmente inúteis?
Por isso que falei que trabalhar, trabalhar mais e melhor, na noite e também no fim de semana é melhor do que investir e esperar receber dividendos, não tem comparação alguma. Com o patrimônio que ela tem, ela nunca receberia isso de dividendos. Dividendos só serão importantes num estágio tardio de acumulação de capital que será esse sim, construído com muito trabalho, sangue, suor e luta.
Então é isso amigos, a gente tem que METER A CARA.
Ninguém fica rico ou independente sem o tal do HARD WORK!

HARD WORK é HARD WORK caramba! Não é WORK, JUST WORK, JOB, trampo, bico, trabalho, emprego, firma, “droga hoje é segunda”, “que bom que hoje é sexta”, bater ponto, férias, CLT, FGTS, nada disso! Tem dias que nem sei qual dia da semana é, domingo e quarta pra mim dá na mesma, eu me ocupo. 
Isso aí é o que 90% do pessoal faz, e por isso, A MAIORIA NUNCA VAI CONSEGUIR, A MAIORIA NEM TENTA, A MAIORIA É A INVERDADE. Se você quiser se destacar da maioria, VAI TER QUE IR ALÉM e não ficar fazendo o que todo mundo faz. Lembre-se da frase da sua mãe: VOCÊ NÃO É TODO MUNDO!  E num plano de LF, aposentadoria precoce, viver de renda e dividendos você vai ter que OUSAR E TRABALHAR MAIS, MUITO MAIS! Esqueça trabalho de 40h por semana! Estou falando de trabalho de 90h, 100h por semana! Se não for um trabalho que você seja remunerado, adicione MAIS HORAS DE ESTUDOS E CURSOS. Você tem que empreender em você mesmo, produzir, gerar e criar.
Você quer mesmo viver de renda, atingir logo a LF ou quer apenas brincar disso? Se quiser entrar mesmo no jogo, vai ter que treinar e jogar pra ganhar, ou senão vai ficar pelo meio do caminho, vai ficar a ver navios enquanto envelhece, e nunca vai ter navegado nas águas calmas que lhe seriam merecidas caso se dispusesse no tempo certo, do jeito certo e da maneira certa.
Aprender mais coisas. Estudar à noite e no fim de semana. Trabalhar à noite e/ou no fim de semana. O que importa é aportar volumes maiores e PRODUZIR mais dinheiro HOJE.
Daqui a uns 10 anos você se preocupa com os dividendos que estarão caindo na sua conta. Se preocupa em como gastar melhor eles ou reinvestir. E aí vai poder fazer mais coisas com sua experiência, patrimônio e tempo livre, inclusive trabalhar melhor ou num cargo que remunere muito bem. O futuro só é ruim pra quem tem preguiça hoje.
Grande abraço,
Frugal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário