Translate

domingo, 19 de março de 2017

Saia da sua Zona de Conforto

Todos precisamos de inspiração, para progredir, para viver, para alcançar coisas boas, para crescer e poder fazer uma diferença boa em algum lugar. Você estuda, cresce, se forma, arranja um trabalho, lê todos os dias, constrói seus sonhos e vive alguns deles, depois arranja mais sonhos, alguns difíceis, outros mais fáceis, se compromete com pequenos objetivos, inicia projetos, desiste de alguns e arruma outros e tudo isso pra levar a algum canto.

Bem, poderia ser assim pra todo mundo, mas não é, nem é fácil nem é simples sair de sua zona de conforto, sua vida pré-estabelecida, sua cidade Natal, seus amigos, família, seu estilo de vida e tudo o que lhe cerca desde sempre.

Uma coisa certa é que sair da zona de conforto não é pra todo mundo. E que suas chances de conquistar coisas grandiosas ficando na sua zona de conforto são mais baixas. Pense bem, quais grande biografias de caras que você leu são daqueles que moraram a vida toda no próprio bairro? Quem teve uma vida plena indo e voltando para o mesmo escritório por 35 anos? Veja, as pessoas podem ser felizes assim, caso o queiram, mas talvez esse não seja o sonhos delas. É difícil assumir isso.

A zona de conforto é como o canto da sereia, ela te chama, te encanta, te conforta, te aprisiona e te mata. Mata seus sonhos, seus projetos, suas ambições e sua vida fica parada no tempo, estagnada, nada vai fluir, fica tudo equilibrado e no mesmo lugar. Paz total é morte. Esse é um blog de investimentos, mas fora a parte técnica existe uma outra parte que não é muito abordada, são perguntas e respostas que pouco se fazem ou se respondem.

Vou responder perguntas básicas:

Por que investimos? Para ter e manter o nosso dinheiro.
O que é o nosso dinheiro? É o nosso tempo e nossa capacidade de produzir algo útil.
Por que investimos para o longo prazo? Para ter dinheiro e liberdade no futuro.

O que significa dinheiro e liberdade no futuro? Poder viver sem medo dos imprevistos, poder administrar sua vida com tranquilidade, poder ficar desempregado sem grandes sustos ou medos ou privações, poder prover sua família aconteça o que acontecer.
Por que investimos?  Para não empobrecer.

Qual é seu medo de empobrecer? Não ter tempo nem dinheiro para fazer as coisas que fazem feliz, passar fome, frio, dormir na rua, ter que trabalhar em condições degradantes para sobreviver, perder o cônjuge, os filhos, o respeito da família, a moral e a dignidade de ser humano.

O que te faz investir? A esperança de dias melhores, de ficar em paz com a vida, de ser responsável por sua própria vida, de cuidar da família, dos filhos, dos pais e de poder fazer as coisas que lhe agradam. E ainda não empobrecer ou baixar o padrão de vida.

Qual o padrão de vida você almeja? Não desejo um padrão de vida alto, apenas confortável e simples, contas básicas pagas, um carro e uma casa seguros, e mais algum dinheiro para o lazer e viagens.
Quanto você acha que isso custaria? Uns 20 salários mínimo mensais. Em valores de hoje em dia uns 16 mil reais mensais (para uma família de quatro pessoas). Levando em conta que a moradia e o veículo já estão pagos.

A zona de conforto deixa você investir? Provavelmente não, e esse é o problema básico. Quem não sai da zona de conforto trabalha menos, poupa menos e investe menos. Lógico, se já está tudo bem com o que eu vou me preocupar? Se já estou cercado de família e amigos fazendo tudo o que eu gosto, por que deveria me incomodar em poupar para o futuro? E é assim que bilhões de pessoas no mundo vivem, na verdade a esmagadora maioria das pessoas.

Reflita sobre essa imagem:
conforto


Você só vai conseguir ter acesso a coisas, pessoas, lugares, serviços, produtos e um mundo muito melhor, mais rico, mais confortável e mais brilhante se conseguir sair da sua zona de conforto, estudar mais do que a média, trabalhar mais do que a média, poupar, investir, estudar finanças mais do que a média, simplesmente por que a média é pobre, acomodada, sem conhecimento, sem ambição saudável, sem uma base educacional e cultural sólida, a média é mal educada e assim sempre será.
Você é a média das cinco pessoas com quem mais convive, com quem se relaciona, com quem mais conversa.

Observe essas pessoas, suas vidas, seus sonhos, seu status mental, se são fracassados ou vencedores, se estão se movendo para um lugar fantástico ou se vão decair na vida, se vão lhe puxar junto, essas pessoas falam muito de você mesmo. Se você se sente mal por estar acompanhando de perdedores, é melhor ficar sozinho e focar na sua vida pessoal e profissional do que se acompanhar de quem lhe joga pra baixo.

Se você estiver entre grandes pessoas e se sentir menor que elas, mais feio, mais burro, mais pobre, mais incapaz, melhore, estude e trabalhe mais, faça cursos, faça cursos on line (Coursera, Edx), veja vídeos (TED talks), melhore na sua profissão, nos seus estudos, seja mais focado, aprenda com elas, leia livros de bons autores, livros de não-ficção, grandes biografias, estude filosofia, finanças, empreendedorismo, investimentos, aprenda inglês, não apenas aprenda, seja fluente MESMO (LER, ESCREVER, FALAR) essas três coisas, não engane e nem se engane, o inglês é extremamente importante no mundo de hoje, esqueça outras línguas se você não for TOTALMENTE FLUENTE no inglês, de ver um filme sem legenda, de ler um livro de boa, de escrever uma carta ou uma redação com tranquilidade, se não for assim não fale, seja o que for, cresça na vida, essa é a única escolha que temos, o resto é ilusão, estude e trabalhe muito, muito mesmo, seja muito bom no que faz, toda a nossa vida depende disso, dos nossos estudos e do nosso trabalho.


E se preciso for, mude de cidade, passe num concurso nacional, passe numa faculdade longe, aceite um emprego no exterior, empreenda na cidade grande, saia da praia, se mude pra São Paulo, pra Brasília, pra NY, pra Tokyo, são apenas exemplos, empreender não é apenas vender brigadeiro gourmet ou abrir um subway no seu bairro, aceite um emprego em outro estado, saia da casa dos seus pais (mas não esqueça suas raízes). Todo mundo vai crescer com seu sucesso e seu exemplo. Escreva seus objetivos, cumpra pequenas missões diárias, cumpra as missões anuais, sonhe grande.

O post foi para dizer isso, para você não parar no tempo e na vida!
Investir é isso, progredir, crescer, se fortalecer e ser mais capaz.
Não é apenas dar uma ordem num home broker, isso é só a ponta do iceberg.

Abraços,
Frugal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário