Translate

domingo, 19 de março de 2017

Empresas que invisto no Brasil: Mahle Metal Leve

Mahle LEVE3
Screenshot 2016-05-08 10.27.40
A Mahle é uma empresa de capital aberto que tem muitos anos de bolsa, pelo que me lembro ela tem mais de 30 anos na bolsa, então ela tem uma capacidade imensa de sobreviver às crises (que no Brasil são muito frequentes), cambiais, políticas, ditaduras, financeiras, industriais, etc etc etc…
Se tem uma ação que não dei a devida importância e hoje em dia considero pacas essa ação é a  Mahle. Empresinha industrial redondinha, entregando bons resultados mesmo em crises, mesmo com a queda do número de automóveis sendo fabricados e mesmo com a venda dos veículos despencando. Eu achava que a empresa iria piorar muito com isso mas não foi o caso. A mahlee conseguiu se sair super bem em 2015, ainda quase conseguiu manter a margem e o ROE, de uma forma geral e considerando a conjuntura toda. Essa é uma empresa de dividendos, ela paga quase todo o seu lucro para os acionistas e por isso cresce pouco, nos atuais múltiplos o yield anual está em 6% o que não é nada mal, está quase igual à poupança.
Essa empresa acho que vai bem na parte de dividendos da minha carteira, até agora não deu grandes sustos nos resultados, apesar de não ser uma excelência em termos de crescimentos dos lucros nos últimos 10 anos, pois cresceu em média 5%a.a os lucros e em país com inflação alta como a nossa o ideal seria pelo menos crescer igual empatando com a inflação, que eu acho que numa média estaria uns 7-9% a.a nos últimos 10 anos, então essa é a minha crítica à empresa, ela não está conseguindo crescer satisfatoriamente os lucros, além do mais o ROE da empresa está por volta de 14% a.a quase igual ao ROE do Tesouro Direto e outras rendas fixas que a gente vê por aí. A dívida líquida aumentou um pouco de 2014 para 2015 e isso está começando a incomodar, de 304 para 327 milhões e foram consumidos 135 milhões de reais do caixa (utilizados para investimentos).
O lucro total foi de 172 milhões de reais em 2015 contra 197 milhões de reais em 2014. Como falei considerando a conjuntura do país destruído pela demônio Dilma e pelo PT não foi tão ruim assim, lembre que muitas empresas e indústrias fecharam as portas e não sobreviveram. As vendas de carros novos caíram muito em 2015-2016 e com esses juros altos então quem é doido de financiar carro novo e comprar zero km? Eu mesmo que não tenho coragem, inclusive estou no meu segundo carro e ambos comprei usados e fui muito feliz nas minhas escolhas, e nunca pretendo comprar carro zero km, NEM QUANDO UM DIA FOR RICO. Um dia vou fazer um post apenas sobre a compra de carro zero km.
Esse é o tipo de empresa que vai piorar quando vier crise e a indústria sofrer, e quando carros novos deixarem de ser vendidos. Ainda faltam vender muitos carros no Brasil e se os juros baixarem e a economia melhorar vão ser vendidos mais, o que dificulta é a recuperação econômica do Brasil que não vem nunca. Foram fechadas muitas concessionárias de veículos no Brasil em 2015 e muitas lojas de autopeças, o PIB caiu e o cenário econômico não ajudou. Investir em ações é estar aos sabores dos ventos da política e da economia, tudo influencia.
O release é bem enxuto e a diretoria foi bem sincera dizendo que 2016 pode ser até pior do que 2015. Muito bom não tentarem enganar o investidor com falsas promessas ou dando desculpas esfarrapadas. Enfim é uma empresa que SOFREU POUCO, num setor que SOFREU MUITO. E às vezes o que mais importa para uma empresa é SOBREVIVER do que LUCRAR. Eu ficaria mais feliz se ela pagasse logo toda a dívida do que distribuísse dividendos, não gosto de receber dividendos sabendo que a empresa está endividada, não me sinto confortável com isso, me faz parecer que os controladores estão mais interessados em colocar dinheiro no próprio bolso do que fazer a empresa ser mais saudável, ainda mais em tempos de crise que as dívidas ficam com juros bem altos. É uma empresa boa, mas por enquanto em 2016 não vou comprar mais.
Do release destaco:
Screenshot 2016-05-08 10.19.42Screenshot 2016-05-08 10.20.07
Abraços,


Frugal

Nenhum comentário:

Postar um comentário