Translate

domingo, 19 de março de 2017

A importância do Trabalho

Pode parecer que não é verdade, mas a única forma legal de ficar rico é trabalhando, exceto dar um golpe do baú ou ganhar na mega-sena, coisas raras. Não adianta estudar investimentos e ler livros se não trabalhar e economizar para aportar. A melhor forma de aumentar seu patrimônio é aportando.
Esqueça dividendos, juros, taxas de renda fixa, comparar fundos vencedores, melhores taxas e etc. Foque no seu trabalho. Mil reais a mais que você aportar num mês vai fazer bem mais diferença do que ganhar 0,5% a mais numa taxa de um investimento arriscado.

Quando as pessoas começam a estudar finanças começam a fazer contas doidas pra se aposentar logo ou atingir a independência financeira e esquecem do trabalho, ele é que é o principal responsável por isso. Se você tem nível técnico faça um superior, se você tem nível superior se especializar mais, faça mais cursos na sua área, seja promovido na sua empresa, tente ganhar mais indo pro exterior, dedique-se na sua empresa para ser promovido. Isso é o que importa, ganhar mais para aportar mais. E também ecnomizar mais para aportar mais.

De outra forma se você ganha R$2000 mensais e aporta 500 reais será muito difícil sair do canto, é melhor fazer um curso superior e daqui a 5 anos ganhar 5 mil reais do que ficar nessa sempre. Na boa, para investir não adianta ganhar pouco, isso é ilusão, foque no seu trabalho, a hora de investir é quando se ganha melhor e dá pra se viver decentemente.

Já ganhei 4k por mês e não dava pra muita coisa, principalmente para investir, ainda mais morando sozinho numa cidade distante. Aproveite para ler e crescer na vida. Os aportes podem esperar. Isso é dar um passo pra trás pra depois dar três passos pra frente.

Quando eu era mais novo vi vários amigos meus ganhando um dinheirinho trabalhando logo e eu era quebrado e isso me frustava, mas de que adianta se alegrar com uma merreca quando você tem 18 anos e ficar ganhando aquilo a vida toda? Preciso dizer que vários dos meus amigos apressados ainda hoje ganham muito mal pois não se qualificaram mais, o que é uma lástima. Tem gente que o dinheiro engana.

Desde que terminei o segundo grau que dava aula particular na época da faculdade, também trabalhava até em cursinho corrigindo prova e ajudando os professores, depois na faculdade consegui alguns estágios e bolsa de pesquisa, se ganha muito pouco e o objetivo é esse mesmo, sobreviver. Me formei zerado, não tinha nem carro, foram mais de 24 anos andando de busão e carona.

Depois que fiz minha pós e me especializei mais ainda sofria um pouco, vivendo de bicos e andando de populixo usado e pelado, sempre visando aquele salário do futuro, aportes zero.

Terminei minha pós quase aos 28 anos morando de aluguel sozinho, com um popular pelado e amassado e zero de patrimônio. Eu poderia ter trabalhado desde os 18 anos e torrado as mixarias em festinhas, viagens e mulheres, mas não fiz isso, fiquei no meu desenvolvimento pessoal e na minha profissão. Só depois disso arrumei meu primeiro emprego no setor privado e pude começar a estudar investimentos, trabalhar ganhando melhor e aportando melhor. Meu padrão de vida subiu levemente, no que incluí uma diarista e troquei o popular por um carro sedã usado e parou por aí mesmo.

Meu patrimônio financeiro hoje veio totalmente do meu trabalho e dos meus aportes, de rendimento mesmo no total tá negativo pois só invisto em ações e ganho muito pouco dividendos, acho que 5% a.a de remuneração. É muito pouco.

Como a bolsa caiu geral vou continuar aportando pelo menos até baixar bastante o meu preço médio e comprar mais ações de boas empresas, depois disso posso pensar em outras coisas como fundo imobiliário ou reits.

Em 2016 vou trabalhar mais e aportar mais, cortei viagens, cortei o carnaval e talvez só viaje para as olimpíadas (já me arrependi de ter comprado os ingressos). Meu objetivo é dobrar meu patrimônio na bolsa esse ano e quem sabe ao final do ano atingir meu primeiro milhão lá. Devo ganhar uns 20 mil reais de dividendos em 2016 e uns 33 mil reais em 2017.

Considerando o patrimônio total é muito pouco, eu ficaria tranquilo em ganhar R$100 mil anual em dividendos mas isso vai demorar. Quem sabe eu compre fundo imobiliário assim que meus preços-médio baixarem até perto dos valores atuais para aproveitar essa queda da Bovespa, mas por enquanto vou manter a tática.

Por exemplo meu preço médio na CEMIG estava em 17 reais, aproveitei a baixa e comprei mais ações, agora ele baixou pra 8 reais, bem perto dos 6,70 da coração de ontem, então nada mal. Banco do Brasil meu PM está em 21 reais e agora está em 13, se eu fizer uma compra boa esse mês consigo baixar ele pra 16 reais, ainda estou estudando isso. Só tenho essas duas estatais e foram as maiores quedas.

Sei que isso não é muito coerente com o Buy and Hold clássico, mas considero as empresas boas e é uma forma de me beneficiar da queda. Depois disso vou continuar o plano dos aportes. Por enquanto é isso.

Grande abraço
Frugal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário