Translate

terça-feira, 21 de março de 2017

A importância da Excelência

“Eu sou bom em alguma coisa?”
Isso é importante, isso é ligado à felicidade, ao bem viver, ao bem estar, à sua paz em família e à sua paz pessoal.
Fui para as Olimpíadas no Rio e vi atletas de ponta a 30m de mim, no melhor auge físico e esportivo dando tudo de si por uma medalha. Me lembrei da época em que fui atleta e também competia, como era bom se preparar, sentir-se completo, estimulado, desafiado, persistente, focado no objetivo, trabalhando e pensando nisso todos os dias. Como era bom treinar, ter um caminho a seguir, melhorar a cada dia, ganhar algumas competições, alegrar-se fortemente com uma conquista pessoal, dentre várias coisas. Retornei e continuo vendo eles pela TV, vida de atleta não é fácil, quem já foi sabe, sem contar que os atletas da Olímpiada 90% são quebrados, a exceção são os antigos medalhistas e as estrelas já consagradas. Agora pensa numa menina do pólo aquático da Rússia, pensa numa menina do time de Handebol da Holanda… Quanto você acha que elas ganham? Será que são milionárias? Nada! É muita ralação, uma passagem da vida, um grau máximo de Excelência que foi alcançado e que vai perdurar por parcos anos, mas será o suficiente para instigar no pensamento delas o que chamo de COMPLETUDE. Gosto da palavra inglesa “GREATNESS”.  A sensação de preenchimento da sua existência de sentido, satisfação, orgulho, de utilidade, de superação e de vigor físico e mental.
E como atingir a Completude? Eu preciso ser atleta? O que seria isso? Isso me faria feliz?
Eu diria que a Completude é um estado de bem estar pessoal elevado. Você não precisa ser atleta pra sentir isso, eu acho que já tive uma época da minha vida que me sentia assim, realizado, satisfeito, cumprindo os papéis que escolhi na vida, e tinha muita satisfação pessoal e acho que tudo isso tem tudo a ver com Excelência no que eu fazia. E acho que aqui está uma das chaves da Felicidade.
Quando você pega uma coisa na vida pra fazer ou criar e atinge a Excelência você fica satisfeito e tudo faz mais sentido, e acho que o seu desgosto com o cotidiano pode também vir do fato de você não se sentir capaz de fazer nada direito. Vejo muita gente desmotivada, converso, tento entender, algumas pessoas se sentem insatisfeitas com seu papel no mundo e ficam vagando por aí, não sabem fazer nada direito, e o que fazem sai mal feito. Eu vejo fotos e histórias de atletas, ex atletas, empresários, ex empresários, quando todo mundo tem uma história bacana por trás, um background fudido, vejo todas felizes, nem que seja por uma coisa totalmente banal como fazer um bolo de pote direito, cortar um cabelo direito, assar uma carne, fazer uns doces bem bacanas pra vender, algo que seja único, muito bom e se destaque.
Tem um japonês aqui no meu bairro que abriu uma biboquinha de churrasco e começou a fazer uma kafta muito boa (é um espetinho de carne moída prensada com molho), essa kafta ficou famosa, começou a vir gente de outros bairros pra jantar lá (ele só abre a noite), era ele sozinho com a esposa, o negócio informal cresceu, cresceu, cresceu, hoje ele deve ter uns 10 funcionários, colocou mais umas três churrasqueiras grandes, vende espetinho de carne, queijo, kafta, pão de alho, arroz com brocolis, cerveja e suco em lata, e ele tem os próprios molhos que são muito gostosos, uns 4 tipos diferentes, o lugar bomba, das 6 da tarde à meia noite. O cara deve vender uns 500 espetinhos a R$5,50 cada. E a qualidade é muito boa e diferenciada, não dá pra dizer que é a Excelência em churrasquinho de rua, mas está quase lá. Será que ele está feliz
O que eu quero dizer com tudo isso?
Seja EXCELENTE em alguma coisa! Isso vai lhe trazer um senso imenso de satisfação e completude com a vida, pode ser qualquer coisa, eu dei o exemplo do churrasquinho, você deve ter visto vários comércios dando certo perto da sua casa, eu já vi uma mulher enricar apenas por saber um Brownie muito bom, ela vende o Brownie a 200 reais inteiro, deve vender uns 10 Brownies por dia (um inteiro numa travessa), você tem noção disso? Uma amiga minha era professora de inglês, sabia muito bem o inglês (sem nunca ter morado fora) um dia conheceu um gringo norueguês numa festa da minha cidade, eles se enamoraram e hoje ela mora na Noruega e lá mesmo continua sendo professora de inglês (ela tinha feito Letras Inglês na Federal da minha cidade) – Veja, ela se dedicou numa coisa, apostou nisso, foi quase autodidata, evoluiu, conseguiu usar isso a favor dela e arrumar um casamento bacana e hoje mora numa das nações mais felizes e prósperas do mundo. Se ela não fosse capaz, não tivesse aprendido, não falasse direito – não teria rolado nem a paquera.
Então onde está o segredo da Excelência? No treino, na busca, no querer, no desejo de evoluir, de ser bom, nas várias horas de estudos teóricos, de prática, de persistência, de dedicação. Quanto mais tempo e horas dedicados a qualquer assunto, mais excelente você vai estar. Eu já li que em 10 mil horas de estudos em qualquer assunto você vai se tornar um mestre, mas pra isso você tem que querer muito. Pode ser na sua área profissional também, na parte técnica, com mais cursos, workshops, imersão, biblioteca própria de livros, congressos, treinamentos, mais e mais certificações, aprofundamento, intercâmbios e muito mais. Quanto mais você se dedicar mais vai aprender, mais vai se sentir completo, mais vai ganhar, mais vai ficar feliz, mais valor vai ter pra sua família e para os outros.
É uma questão de atualização permanente, quanto mais você estuda menos triste fica, quanto melhor suas habilidades menos estresse você vai passar, quanto melhor foi o seu produto ou serviço mais você vai ficar valorizado e satisfeito. Isso é muito melhor e mais profundo e rentável do que qualquer investimento no mercado financeiro. Sinceramente, esqueça ações, fundos, renda fixa, essas coisas. O mais importante mesmo é a sua profissão, o seu negócio, o seu bem estar e o seu conhecimento.
Finanças é extremamente secundário. Eu cheguei à essa conclusão a algum tempo, não tem segredo nenhum. Aproveite e busque crescer no seu trabalho, dedique-se, seja o melhor que puder ser, não seja mediano, não seja medíocre, não pare no tempo. Aprenda inglês, leia livros e sites em inglês, cresça independente do que aconteça, você é o seu maior ativo pessoal, familiar e financeiro. O investimento maior é o que você faz em você mesmo. Leia muito, faça cursos online, presenciais, dedique-se com esmero, não desperdice sua vida, vai lá e faça algo muito bom e seja extremamente útil, seja requisitado pelas pessoas, lote sua agenda, aumente sua carteira de clientes. Depois disso tudo o que sobrar você investe no mercado, mas isso é o passo final.
Mas o por quê de tudo isso Frugal?
Caros amigos, porque a utilidade, a Excelência, o conhecimento, o estudo e o trabalho são a chave para a Liberdade Financeira e também para a sua segurança pessoal de sempre ter uma fonte de renda de você mesmo.
A chave não é o “aporte”, a “análise fundamentalista de empresas”, o Tesouro Direto, a “ação de tal empresa”, as leituras de blogs, fóruns, livros de finanças etc etc… tudo isso faz parte, mas é secundário. Se você for bom, você fica rico até investindo na poupança. Foque no seu trabalho, sério mesmo, ou foque em fazer algo bom pra vender, algo único, algo que tenha saída, foque em você. Você é a sua maior aposta. O japonês do churrasco tá faturando uns 6 mil reais todo dia.
Grande abraço.
Frugal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário